20 Fev
Viseu

Infografia

Trabalhadores da RESINORTE em greve

por Redação

26 de Dezembro de 2019, 10:46

Foto Arquivo Jornal do Centro

Hoje e amanhã não há recolha de lixo

CLIPS ÁUDIO

A RESINORTE, entidade responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos produzidos nos municípios do norte do distrito de Viseu, não vai recolher o lixo nos concelhos. Os trabalhadores da empresa estão em greve pois reivindicam melhores condições de trabalho e salariais.

Segundo João Serra, porta-voz do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), a greve está a ter uma adesão que ronda os 90 por cento. "Temos noção que os serviços mínimos negociados pelas empresas estarão a ser cumpridos e do ponto de vista do STAL e dos trabalhadores existe a intenção de cumprir esse serviços mínimos, respeitando os nossos compromissos. Mas, sabemos que a adesão à greve tem estado a ser superior a 90 por cento, portanto os trabalhadores aderiram em massa porque perceberam o que está aqui em causa e, naturalmente, a recolha do lixo estará afetada por estes dois dias de paragem", explica.

O sindicato critica, ainda, os serviços mínimos que foram decretados para esta greve que acontece depois do Natal. "Em primeira instância fomos chamados a negociar serviços mínimos. Naturalmente decidiram um conjunto de serviços mínimos que não respeita a lei, até porque se considera que isto não é um serviço público essencial à imagem de outros em que, de facto, os serviços mínimos têm de ser assegurados. Entendemos que fizeram uma violação à lei da greve e, nesse sentido, manifestamos a nossa opinião e os trabalhadores estão cientes disto e sabem o que se está a passar", justifica João Serra.

Entre hoje e amanhã os funcionários da RESINORTE estarão em greve.