18 Fev
Viseu

Região

Solar de Miragaia volta a ganhar vida depois do Euro 2004

por Redação

19 de Março de 2018, 10:05

Foto Arquivo Jornal do Centro

Projeto de restauro tem um custo superior a 1 milhão de euros

CLIPS ÁUDIO

Estão em marcha os trabalhos de requalificação do Solar de Miragaia na freguesia de Travanca para transformar aquele edifício do século XVII num espaço de turismo local. Num investimento que vai ascender o milhão de euros, as obras vão voltar a dar vida a um local com história e que há cerca de uma década deixou de constar no roteiro dos turistas.

Na base deste projeto está Sílvia Mota, investidora de Almeirim que viu em Cinfães, mais concretamente em Travanca, a oportunidade ideal para transformar o Solar de Miragaia. Já Carlos Silveira, presidente da Junta de Freguesia local, defende que estas obras vão beneficiar não só a localidade como as populações à volta.

“É um espaço que em tempos era de turismo de habitação, agora irá passar para turismo local ou até mesmo para hotel. Na altura do Euro 2004 recebeu vários turistas e esperamos que em breve volta a estar da mesma forma porque está bem localizada, tem excelentes condições e vai dar resposta aquela zona”, defendeu.

Criação de novos postos de trabalhos garantidos
Junto ao rio Paiva e com uma grande área envolvente de vinhas, depois de requalificado, o Solar de Miragaia será garantia da criação de emprego. “Inicialmente vão ser criados quatro a cinco postos de trabalho, depois acreditamos que seguindo o volume de reservas que seja necessário empregar mais gente”, afiançou Carlos Silveira que recentemente viu inloco as obras de restauro juntamente com Armando Mourisco, presidente da Câmara de Cinfães.

Obras profundas rumo à modernização
Sem grandes alterações a nível estrutural, as obras de maior envolvência estão a decorrer no interior do edifício que vai duplicar o número de quartos. “Tinha seis e agora vai passar a ter 12. Parte das adegas foram transformadas em suites modernas com todas as condições para que os turistas se sintam acomodados”, explica o presidente da Junta de Freguesia de Travanca.

As obras que decorrem a bom ritmo devem estar prontas ainda antes do verão para “aproveitar o fluxo do turismo que aumenta nessa altura do ano”.