24 Fev
Viseu

Região

PSD Mangualde vai a votos... só não se sabe quando

por Redação

07 de Fevereiro de 2020, 14:00

Foto Arquivo Jornal do Centro

Luís Amaral volta a recandidatar-se à Concelhia, depois de se ter demitido em 2019

CLIPS ÁUDIO

Desentendimentos entre militantes do PSD por causa das eleições autárquicas do próximo ano levaram o antigo presidente da Comissão Política Concelhia de Mangualde a bater com a porta, em outubro de 2019.

Luís Amaral pretendia com a demissão provocar eleições antecipadas na concelhia, por considerar que o ato eleitoral marcado para junho de 2020 não era benéfico para a preparação das autárquicas de 2021, uma vez que restava apenas um ano. Entretanto, a falta de marcação de novo ato eleitoral no final do ano passado levou a um vazio no PSD Mangualde.

As eleições internas para a Concelhia continuam sem data marcada, uma situação que o único para já candidato diz ser “lamentável”. “Isto é um impasse que não se percebe. Desde outubro ainda não foram marcadas as eleições. Um vazio que tem prejudicado o Partido e Mangualde que precisa de uma oposição forte”.

Luís Amaral não coloca de lado a hipótese de aparecer mais alguém na corrida. “Não temo que apareça outro [candidato] porque tenho consciência do meu valor. Agora, tendo em conta uma fação do PSD que já cá anda há mais de 20 anos sempre em intrigas não acredito que vá sozinho”, sustenta.

Sobre as razões pelas quais se recandidata, Luís Amaral justifica com o “apoio de muitos militantes” e com o facto de ter ao seu lado “algumas figuras históricas do PSD no concelho”. “Tenho também o apoio da sociedade que nos quer ver a liderar uma gestão autárquica em Mangualde”, refere. Quanto ao nome do futuro candidato à Câmara pelo PSD, o de António Silva, que sempre defendeu, continua a ser uma possibilidade. “Esta é uma candidatura a pensar nas autárquicas de 2021. É seguro que quando vencermos estas eleições internas, o PSD apresentará um enorme candidato à Câmara, escolhido pelo colégio eleitoral de Mangualde”, reforça.

Preparação das eleições autárquicas 2021

Em contagem decrescente para as eleições autárquicas do próximo ano, a preocupação do PSD Mangualde passa por encontrar um nome que “faça frente” ao candidato socialista, Marco Almeida, já apresentado.

Do lado do PSD, em cima da mesa começou por estar o nome de António Silva, do agrado de Luís Amaral, e depois o de Joaquim Patrício, nome que não reuniu consenso entre os elementos da concelhia, caindo por terra.