18 Fev
Viseu

Região

Falta de pessoas no interior do país é o maior problema a ser resolvido

por Redação

03 de Novembro de 2017, 16:30

Foto Arquivo Jornal do Centro

O problema da falta de pessoas no interior de Portugal foi o mote de um seminário que se realizou em Tabuaço

CLIPS ÁUDIO

O problema da falta de pessoas no interior de Portugal foi o mote de um seminário que se realizou em Tabuaço. Autarcas e entidades apelaram a que o Governo olhe de outra forma para esta zona do país. “Perspetivas da igualdade de género na promoção da qualidade de vida, foi o tema da iniciativa.
Na base dos problemas mais graves que preocupam o autarca de Tabuaço, Carlos Esteves, está o “abandono” e a falta de pessoas no interior, um défice que resulta em fenómenos trágicos como é o caso dos incêndios de que o território tem sido alvo nos últimos tempos, explica.
O município tenta combater as desigualdades e o objetivo é também partilhado pela Associação Portuguesa para a Qualidade de vida (APQV) que diz ser no interior que quer começar o projeto da “Promoção para a Qualidade de Vida”.