10 Abr
Viseu

Desporto

Coronavírus: e-sports ganham força

por Redação

24 de Março de 2020, 09:42

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Os jogos eletrónicos, mais conhecidos como e-sports, assumem-se cada vez mais como um desporto. O Jornal do Centro esteve à conversa com João Velez, responsável pela equipa do Tondela, e que joga Fifa 20, um videojogo simulador de futebol.

O jogador, que também é empresário, diz que a Covid-19 está a permitir que os jogadores tenham mais tempo para se dedicarem à modalidade.

“Isto faz-me pensar que o que fazemos não é assim tão em vão e dá-nos tempo - que é algo que não falta - para pensar e para executar planeamentos para os quais temos agora mais tempo. No fundo, permite dar-nos mais ação. Neste momento, estamos a gerir algumas coisas. O foco está mais em nós e conseguimos tirar proveito de uma situação que está a acontecer em todo o mundo”, explica.

Segundo João Velez, os e-sports acabaram por ser pouco afetados pela Covid-19. Os jogadores apenas estão privados de participar em torneios presenciais, que acabaram por ser cancelados. Por isso, continuam a jogar a partir de casa. “O plano, que estava programado para ser feito presencialmente, passou automaticamente para o modo online e a época continua a correr, não a 100 por cento, mas entre 80 e 90 por cento”, diz.

No passado fim de semana, a Liga de Clubes teve a iniciativa de jogar a jornada 26 da Primeira Liga no Fifa 2020, em que cada clube era representado por um jogador do plantel. No caso do Tondela, foi o médio Pepelu quem representou o emblema beirão diante do Desportivo das Aves.

Para João Velez, esta foi uma boa iniciativa da organizadora das competições profissionais de futebol. “Acaba por puxar gente para o nosso mercado. Eles foram encontrar no que nós fazemos todos os dias uma solução para remediar os jogos de futebol que agora não podem ser feitos. Para nós, é muito bom. Só temos de agradecer, porque acaba por nos afetar diretamente”, remata o jogador de e-sports do emblema tondelense, acrescentando que o facto de os jogos terem sido transmitidos em canal aberto na televisão poderão constituir como “uma janela de oportunidade”.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts