04 Abr
Viseu

Região

Movimento denuncia uso de glifosato em localidade de Santa Comba Dão

por Redação

28 de Fevereiro de 2020, 10:45

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

28 Fev 2020

Paulo Rodrigues - Movimento Mexer S. João de Areias

28 Fev 2020

Paulo Rodrigues diz que a população está preocupada

28 Fev 2020

Alfredo Hervet - presidente da Junta de Freguesia de S. João de Areias

28 Fev 2020

Alfredo Hervet diz que não há risco com o glifosato

O Movimento Mexer S. João de Areias, do concelho de Santa Comba Dão, denuncia o uso de glifosato na localidade.

Segundo Paulo Rodrigues do movimento, este herbicida, que muitos acreditam ser "cancerígeno”, está a ser utilizado pela junta de freguesia nas proximidades de explorações agrícolas e pecuárias.

 “Neste caso, é numa rua onde se situa, logo ao lado, uma exploração pecuária de gado e bovino e, do outro lado, uma exploração agrícola biológica, o que pode prejudicar esta agricultura”, revelou o ativista, que sublinhou os perigos do produto.

O glifosato serve para controlar as ervas nas estradas e nas ruas, mas é bastante prejudicial para o ambiente e os solos, mas também para os animais e as pessoas. Inclusive, há proibições para o uso doméstico”, enalteceu.

A população não esconde a preocupação com o uso deste herbicida. “Há proprietários que se queixam dos animais, porque há muitos que não podem ingerir as ervas porque pode ser prejudicial. Mas as autarquias, inclusive a Junta de Freguesia, não encontraram outra solução e acham que esta [glifosato] é a solução mais rápida e eficiente”, disse Paulo Rodrigues.

Para o ativista, o problema das ervas podia ser resolvido com outros métodos, como a salinização (aplicação de sal) ou o vapor de água quente.

Em resposta, o presidente da Junta de Freguesia de S. João de Areias, Alfredo Hervet, confirmou ao Jornal do Centro o uso do glifosato, mas afastou a existência de queixas e de problemas com o uso deste herbicida.

“Não há qualquer atrito com ninguém, não há queixas de pessoas. Aliás, entrei em contacto com o pessoal criador de gado. Além dos editais e dos avisos, é um produto que é autorizado em via pública. Houve um agricultor que comentou, mas não fez queixa”, defendeu.

O autarca garantiu ainda que não há qualquer risco com o uso de glifosato. “É um produto não-toxicológico e biodegradável. Por isso, é autorizado para a utilização, com as devidas precauções”, rematou Alfredo Hervet.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts