Geral

10 de 07 de 2024, 14:53

Cultura

Festival Que Jazz é Este, em Viseu, com "entrega" de concertos "ao domicílio"

Evento começa esta quarta-feira com concertos ao domicílio em instituições do concelho. Atuações vão ter lugar no centro da cidade

que jazz é este festival viseu luis belo

Fotógrafo: Luís Belo

Começou esta quarta-feira (10 de julho) o festival Que Jazz é Este, em Viseu, que traz o melhor da música jazz à região e não só.

O evento organizado pela associação Gira Sol Azul integra 17 concertos para o público em geral e três ao domicílio em instituições do concelho, além de três jam sessions, oito horas de rádio ao vivo e 18 horas de um intenso workshop de jazz para músicos e estudantes de música, entre outras propostas.

O Que Jazz É Este é descrito pela organização como “um festival eclético e diversificado que ocupa preferencialmente o espaço público e que se posiciona num lugar de procura do equilíbrio entre a novidade e o alimentar e aprofundar laços que ao longo de 12 anos têm sido estabelecidos com vários públicos”.

O evento começa com as atuações de jazz ao domicílio. Esta quarta-feira, o formato chegou ao Estabelecimento Dr. Victor Fontes da APPACDM. E, já esta quinta-feira, os concertos chegam ao Estabelecimento Prisional de Viseu e ao Hospital Psiquiátrico de Abraveses.

Os concertos – que visam levá-los às pessoas que não podem ir – juntam o Coletivo Gira Sol Azul e o fadista Jorge Novo, mais conhecido como Senhor Jorge.

Já a partir de sábado (dia 13), o Que Jazz é Este apresenta várias propostas musicais espalhadas pela cidade de Viseu. Nesse dia, atua o Pedro Molina Quartet na Pousada de Viseu (21h00).

A 18 de julho, o Parque Aquilino Ribeiro recebe os Axes Hexagon (21h30) e o Carmo’81 acolhe o Combo do Conservatório de Música de Coimbra (23h00). Este último espaço cultural também vai receber as Jam Sessions, que se prolongam até dia 20 e sempre a partir das 23h45.

E, a partir de 19 de julho, a Rádio Rossio ‘volta’ ao ar, trazendo música no Parque da Cidade até dia 21 e com direito a transmissão na Rádio Jornal do Centro (98.9 FM). Também no dia 19, a Casa do Miradouro recebe o Luís Vicente Trio (19h00) e os Ilda fazem um concerto no Carmo’81 (23h00).

O Coletivo Gira Sol Azul vai tocar no Parque Aquilino Ribeiro (21h30) com a cantora Lura, mais conhecida do público pelo tema “Nariná”. No ano passado, a artista de ascendência cabo-verdiana lançou o seu mais recente álbum, “Multicolor”. O concerto em Viseu será antecedido pela atuação no festival Tom de Festa, em Tondela, este sábado.

A 20 de julho, o dia será preenchido com várias atuações. O concerto do Combo da Escola Profissional da Serra da Estrela está marcado para as 15h00 no Parque Aquilino Ribeiro e a dupla Sara Serpa e André Matos vai estar na Casa do Miradouro a partir das 17h00 num concerto onde terão a colaboração do saxofonista John O’Gallagher e do baterista João Pereira.

O Teatro Viriato recebe o Nils Berg Cinemascope às 19h00, a cantora Maë Defays canta no Parque Aquilino Ribeiro a partir das 21h30 e o Combo do Conservatório de Música do Porto está no Carmo’81 às 23h00.

No último dia do festival, a 21 de julho, o Parque Aquilino Ribeiro recebe às 15h00 o Santa Combo, do Conservatório de Música e Artes do Dão (Santa Comba Dão).

Pelas 17h00, os participantes do 16.º Workshop de Jazz de Viseu vão subir ao palco do Carmo’81 para partilhar o resultado de três dias de trabalho intenso em que exploraram diversos instrumentos segundo a linguagem de jazz sob a orientação de Marcos Cavaleiro e João Grilo.

Por fim, às 19h00, o Museu Nacional Grão Vasco recebe o concerto de encerramento com o pianista, compositor e arranjador Joaquim Rodrigues, que lançou recentemente o seu primeiro trabalho discográfico em nome próprio, intitulado “Plexus”.