Geral

14 de 09 de 2023, 11:01

Cultura

Projeto propõe levar arte contemporânea a Carregal do Sal

Iniciativa abeira.r.te quer criar uma galeria de arte em espaço público e organizar encontros com criadores. Projeto quer mobilizar população do concelho em torno da arte contemporânea e já se candidatou aos apoios da Direção-Geral das Artes

Fotógrafo: Câmara de Carregal do Sal

Há um projeto que quer levar a arte contemporânea ao concelho de Carregal do Sal. A abeira.r.te, que envolve várias instituições do município e da região, foi alvo de uma candidatura entregue aos apoios da Direção-Geral das Artes.

O projeto, concebido pela empresa Sugestus, propõe a criação de uma galeria em espaço público juntando, numa primeira fase, mais de 70 artistas convidados a criar uma obra original a partir de materiais como o azulejo e a cerâmica artística.

Ao mesmo tempo, a abeira.r.te também propõe a realização de encontros juntando criadores de arte contemporânea, que vão estar em ligação com a comunidade local.

Só a Câmara de Carregal do Sal, que é parceira estratégica, comprometeu-se com um investimento no montante máximo de 50 mil euros durante o tempo de duração do projeto, que é de dois anos.

“Trata-se de um projeto inovador que desafia a comunidade a abeirar-se da arte contemporânea e que visa recuperar o projeto de Luís de Almeida Melo e do Círculo Cultural de Carregal do Sal que, nos anos sessenta do século passado, pretendeu criar no nosso concelho uma Pinacoteca/Centro de Arte, a qual levou posteriormente à criação do Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria”, justifica a autarquia em comunicado.

Nessa época, Luís de Almeida Melo reuniu em Carregal do Sal 21 obras de pintores como Maria Helena Vieira da Silva, Cândido Portinari, Mário Carneiro, João Vieira, José Mouga, Maria Eugénia, Lurdes de Castro, Albertina Mântua, Carlos Botelho, Nuno de Siqueira, René Bértholo, João Ayres e Cipriano Dourado. As pinturas seriam depois doadas à Câmara local para serem colocadas no Museu Municipal.

Agora, a abeira.r.te quer envolver a comunidade de Carregal do Sal, um fator que é considerado “estruturante” para os promotores do projeto, transformando praticamente a população em curadores de arte.

O objetivo do projeto é ser “uma referência nacional e internacional”, dinamizando várias atividades e iniciativas e incentivando agentes culturais e cidadãos a integrarem o projeto.

O presidente do município, Paulo Catalino, considera que o projeto vai “incentivar a criatividade dos artistas, ligado também à cerâmica e através desta meritória iniciativa trazer mais gente ao concelho”.

A autarquia espera que o abeira.r.te contribua decisivamente “para o desenvolvimento cultural e social do Concelho e assegurando um retorno que se traduzirá também em impactos muito positivos na dinamização da economia local”.

Além da Câmara de Carregal do Sal, o projeto conta também com o apoio de outras entidades como a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, a ADICES – Associação de Desenvolvimento Local, a AMAD - Associação de Música e Artes do Dão, o Centro de Arte Contemporânea de Coimbra, a Fundação Lapa do Lobo, o Museu Bordalo Pinheiro e o Museu Nacional do Azulejo, além das empresas NWT New Terracotta e Umbigo Edições.