Geral

24 de 11 de 2022, 10:13

Desporto

Antevemos o Portugal - Gana com os treinadores do Sátão e do Ferreira de Aves

Amigos fora do campo, a verdade é que amigos, amigos, opções para o 11 titular de Portugal à parte. Num aspeto Bruno Santos e Mangualde estão de acordo: Ronaldo será titular e Portugal deve assumir o jogo com bola. E sobre Ronaldo, um dos dois "misters" até já partilhou balneário com CR7

portugal adeptos

Fotógrafo: Igor Ferreira

Bruno Santos e Ricardo Duarte são amigos fora dos relvados e vão ter no domingo um derby especial que irá mostrar de novo uma das maiores rivalidades do distrito. Mas o Sátão - Ferreira de Aves é só domingo. Hoje, quinta-feira, Portugal faz o jogo de estreia no campeonato do mundo. No Qatar, a Seleção das Quinas defronta o Gana quando forem quatro da tarde.

"Não vai ser um jogo fácil, as seleções africanas nunca são fáceis pelo poderio físico", começa por dizer Bruno Santos, treinador da Desportiva de Sátão na antevisão ao jogo desta tarde. No entanto, o treinador dos satenses confia que "perante a qualidade individual e no coletivo" Portugal sairá vencedor.

A mesma opinião tem Ricardo Duarte, conhecido no mundo do futebol por Mangualde. O treinador do Ferreira de Aves está confiante de que Portugal entrará bem na maior prova do mundo de seleções. "O jogo com o Gana é daqueles muito importantes para entrar com o pé direito numa grande competição. Acho que Portugal tem todas as condições para entrar com o pé direito, somos favoritos. Mas temos de mostrar o favoritismo dentro de campo.", reforça.

Até aqui, ambos de acordo. Divergências também não existem quando se pede um 11 titular que Fernando Santos deveria escolher. Bruno Santos alinharia com Diogo Costa, Nuno Mendes, Danilo, Rúben Dias, Cancelo, William, Bernardo, Otávio, João Félix, Rafael Leão e Cristiano Ronaldo. Mangualde ia a jogo com o mesmo 11. . "Pepe ainda não está a 100%. Não é fácil o António está a fazer um excelente campeonato, mas pela experiência optaria pelo Danilo", diz o treinador do Ferreira de Aves.

Sobre Ronaldo, unanimidade. "Cristiano Ronaldo na seleção será sempre titular. Não é uma questão de merecer ou não", assinala Bruno Santos. Já Mangualde explica que o capitão da seleção portuguesa "está de cabeça limpa com esta rescisão e com Ronaldo bem é uma mais-valia para todos nós". "É um fora de série. Deu-nos muita coisa. Não vivemos do passado, não fez pré-época, sabemos das debilidades físicas dele, mas acho que o Ronaldo será titular contra o Gana", confia.

Sobre este dossiê, o treinador do Ferreira de Aves, que já partilhou balneário com o camisola 7, recorda Ronaldo como um jogador focado e persistente. "Joguei com ele na equipa B, em 2001 ou 2002. Ronaldo já era muito competitivo. Sempre disse desde que chegou ao Sporting que iria ser o melhor do mundo, trabalhou para isso. Sempre foi muito competitivo. O Ronaldo de hoje é o Ronaldo de criança, sempre a querer superar-se. Temos um amigo em comum, alguém que por norma recebe os prémios por ele", vinca. Sobre o futuro clube de Ronaldo, Mangualde diz não ter informação privilegiada, mas aponta os alemães do Bayern como destino para o português.

Tal é a confiança no talento de Cristiano que ambos não hesitam na resposta à pergunta. Que jogador levavam por algumas horas para o jogo que farão no domingo? "Ronaldo". A resposta de ambos foi sem hesitação. Acerca do jogo entre Sátão e Ferreira de Aves, que não terá Ronaldo para a infelicidade dos adeptos de ambos os clubes, o Jornal do Centro publicará um artigo de antevisão durante o fim de semana.

E sobre o capitão português, outra concordância: na seleção, Cristiano nunca será uma pedra na chuteira. "Apesar de momentos menos bons no clube, quando chega à seleção, consegue dar sempre o seu contributo. E quanto a unir e chamar o grupo tem sempre feito isso muito bem. Na seleção será sempre mais uma ajuda do que um problema", argumenta Bruno Santos. Também Mangualde é da opinião de que Ronaldo será sempre valioso neste Mundial. "Pode criticar-se muito o que fez agora, mas é um ícone do nosso futebol", frisa.

Numa análise ao que poderá ser o jogo desta tarde, o treinador do Sátão entende que Portugal deveria ter iniciativa e não ficar à espera do erro do adversário. "Portugal é melhor com bola. E no jogo de hoje é o que poderá fazer a diferença. Perante a qualidade individual que Portugal tem, se usar isso na posse de bola, será melhor. Evitando sempre os contra-ataques rápidos que o Gana poderá fazer", explica Bruno Santos.

Por outro lado, Mangualde confia na capacidade física dos atletas que alinham em clubes europeus. "Não há o desgaste de uma época com Liga dos Campeões e as seleções europeias podem partir com alguma vantagem no que diz respeito às condições físicas. Sabemos que as equipas africanas são muito poderosas fisicamente e temos de entrar fortes, a pressionar alto e não a ver o que o jogo vai dar", sustenta.

Portugal joga esta quinta-feira diante do Gana a primeira jornada do grupo H do Campeonato do Mundo. Os portugueses tornam a entrar em campo na segunda-feira, dia 28 de novembro, às 19h contra o Uruguai. Segue-se o duelo diante da Coreia do Sul na sexta-feira, dia 2 de dezembro, às três da tarde para fechar a fase de grupos. Depois, depois se verá.