Rafael Santos

06 de 04 de 2021, 14:49

Desporto

Associação de Ciclismo da Beira Alta organiza, no próximo domingo, a Maratona da Esperança

A Associação de Ciclismo da Beira Alta (ACBA) vai organizar, no próximo domingo, em Seia, uma prova de maratona de BTT, apelidada como Maratona da Esperança

Imagem

A Associação de Ciclismo da Beira Alta (ACBA) vai organizar, no próximo domingo, em Seia, uma prova de maratona de BTT, apelidada como Maratona da Esperança.

Pedro Martins, presidente da ACBA, admite que a organização deste evento “é uma responsabilidade para a Associação”, mas garante que têm “a certeza que isto vai correr bem”.

“Nós já temos a experiência dos eventos que organizámos em 2020, já durante a pandemia. Também estivemos envolvidos na organização da Volta a Portugal, que também nos permitiu adquirir algum know how, que nos dá força para organizar este tipo de eventos”, explica.

Pedro Martins diz que o sucesso da realização desta prova é importante para que “as provas de ciclismo voltem a aparecer um pouco por todo o país”.

Em tempo de pandemia todos os cuidados são poucos e a ACBA tem elaborado um conjunto de medidas de segurança apertadas para que nada falhe.

O presidente da Associação começa por explicar que desde o arranque, que vai ser “feito por boxes e por escalões”, onde todos os ciclistas “vão estar distanciados três metros um dos outros” e com “máscara até ao minuto anterior à partida”, tudo está a ser preparado minuciosamente.

“A nível de controlo médico-sanitário da prova, é feito o controlo de todos os participantes, sejam eles atletas ou elementos do staff/organização. Vai haver uma base de dados em que vamos ficar com os dados dessas pessoas todas, no caso de haver necessidade de serem contactadas”, revela.

Para além disto, Pedro Martins conta que “só vai poder aceder à zonas principais da competição, as pessoas devidamente credenciadas e que tenham passado no controlo”.

Além das habituais normas sanitárias, os participantes deste evento, desde ciclistas a staff, que sejam residentes nos concelhos de Carregal do Sal, Portimão, Odemira, Moura, Rio Maior ou Ribeira da Pena, são obrigado a apresentação de resultado de teste negativo à COVID-19, realizado até 72 horas antes da prova.

Pedro Martins acredita que “haja uma adesão muito grande” a esta prova e revela que nas primeiras horas após a abertura das inscrições “já tínhamos cerca de 50 inscritos que, para o habitual, é muito bom”.

O presidente da ACBA diz ainda acreditar “que as inscrições continuem a aumentar”. Pedro Martins diz que já teve “contactos de algumas equipas, umas mais a norte e outras mais a sul, do Algarve, que queriam aconselhamento para conseguir arranjar alojamento aqui na região”.

A Maratona da Esperança realiza-se no próximo domingo (11 abril), em Valezim, Seia. O tiro de partida vai ser dado às nove e meia da manhã. À disposição dos atletas vai estar uma mini-maratona (20 quilômetros), uma maratona curta (40 quilômetros) e a maratona elite (67 quilômetros).

Mais Notícias