Inês Azevedo

08 de 04 de 2021, 11:38

Desporto

Primeira Liga de futebol pode vir a ter 16 equipas em 2022/2023

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional reuniu com as Sociedades Desportivas do Futebol Profissional para apresentar as propostas de alteração dos regulamentos

Imagem

A Primeira Liga de futebol pode voltar a ter 16 equipas daqui a duas épocas.
A Liga Portuguesa de Futebol Profissional reuniu com as Sociedades Desportivas do Futebol Profissional para apresentar as propostas de alteração dos regulamentos.

Se se confirmar, a principal liga de futebol em Portugal perde dois clubes, passando de 18 para 16 equipas. A Liga justifica esta medida com “a sobrecarga do calendário desportivo, tendo em conta a proximidade do Mundial 2022".

Carlos Agostinho, comentador do Jornal do Centro, acredita que esta mudança vai prejudicar os clubes que lutam pela manutenção.

"As equipas que todas as épocas lutam para fugir aos lugares de despromoção, maior será a dificuldade. Vai ser muito complicado estas equipas fazerem classificações muito acima do quarto lugar a contar do fundo da tabela", disse.

Em cima da mesa está, também, a criação de um play-off entre o terceiro e o quarto classificado da Segunda Liga, a ser disputado numa partida, em casa do 3.º classificado. O vencedor desta partida iria jogar um segundo play-off, frente ao 16.º classificado da Primeira Liga, estando em disputa o acesso ao escalão máximo do futebol português.

Em análise estão, também, as meias-finais da Taça de Portugal, que podem vir a ser disputadas apenas a uma mão e em estádio neutro.

Estas propostas vão agora ser levadas ao Grupo de Trabalho Regulamentar que se encarregará de apresentar as propostas para alteração dos Regulamentos da Liga.

Mais Notícias