Geral

12 de 02 de 2024, 09:30

Diário

Autarquia de Sernancelhe entrega armadilhas contra a vespa asiática

Apicultores do concelho receberam 130 armadilhas de combate à praga que tem afetado a produção de mel

vespa asiática câmara de sernancelhe

A Câmara de Sernancelhe entregou 130 armadilhas de combate à vespa asiática aos apicultores do concelho. A iniciativa foi feita na passada quinta-feira (8 de fevereiro) no Auditório Municipal, onde também foi apresentado o projeto Gesvespa Douro.

Esta iniciativa, dinamizada pela Comunidade Intermunicipal do Douro e apoiada pelos fundos europeus, visa “concretizar uma estratégia de atuação integrada, sustentada e sustentável de gestão e combate” à praga também conhecida como vespa velutina na região que abrange grande parte do norte do distrito de Viseu.

Carlos Filipe, técnico do projeto, explicou as linhas de atuação e os objetivos que se pretendem atingir, nomeadamente “aprofundar o conhecimento acerca da distribuição da espécie na região e delinear um plano de gestão capaz de travar a sua proliferação”.

O especialista lembrou que a vespa asiática é uma “predadora de abelhas e de outros insetos polinizadores nativos, reduzindo a abundância ao ponto de diminuir a biodiversidade do ecossistema e impactar na dinâmica ecológica das áreas invadidas”, constituindo-se como uma ameaça “cuja presença tem vindo crescer no território e com efeitos devastadores para as colmeias e consequentemente para a produção de mel”.

Em Sernancelhe, a primeira medida que será tomada ao abrigo do Gesvespa Douro será a colocação de armadilhas da vespa junto dos apiários locais. A autarquia adiantou que o Gabinete Técnico Florestal e os Bombeiros Voluntários – que atuam na destruição dos ninhos no concelho – farão um processo de acompanhamento e monitorização junto dos apicultores para avaliar os resultados das armadilhas.

A sessão serviu igualmente para lançar o repto para que todos estejam atentos à existência de ninhos e à presença de vespas asiáticas. Em caso de deteção, quem encontrar as ninharias pode contactar o Gabinete Técnico Florestal municipal através do número 254 598 300.