Geral

21 de 06 de 2024, 17:52

Diário

Academia promove encontro entre pais e atletas para jogos com "fairplay"

Auditório do Balneário Rainha D. Amélia, em S. Pedro do Sul, recebe a iniciativa de sensibilização “Juntos pelo Fairplay”, organizada pela Academia de Andebol

O auditório do Balneário Rainha D. Amélia, em São Pedro do Sul, recebe este domingo (23 de junho) a partir das 11h30 a iniciativa de sensibilização “Juntos pelo Fairplay”, organizada pela Academia de Andebol.

A ação vai abordar os temas do fairplay e da ética desportiva com o tema “Guiar pais e atletas nos comportamentos de bancada e conversas em casa”. Lutar contra o racismo, a xenofobia, a violência e a intolerância são os momentos chave deste evento,

A oradora convidada é Paula Biscaia, ex-atleta de andebol, psicóloga, professora no Instituto Politécnico de Viseu e formadora da Federação de Andebol de Portugal nos cursos de treinadores.

A ação está aberta à comunidade. Recentemente, foram divulgados alguns casos de racismo e violência nas competições desportivas e que foram avaliados pela Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto.

Por exemplo, em maio, um homem de 54 anos, residente em Lamego, foi proibido de entrar durante um ano em recintos desportivos por causa de insultos racistas a um jovem jogador de 12 anos durante um jogo de futebol de formação. O homem teve ainda de pagar 1000 euros de multa.

Já em fevereiro, outro homem de 35 anos também foi proibido de entrar em recintos desportivos depois de ter sido identificado pela GNR após insultos racistas a um jogador do Carvalhais (equipa de São Pedro do Sul) na fase de subida à Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu.

E, no ano passado, um militar da GNR fora de serviço foi identificado pelos colegas por insultos ao árbitro assistente durante um jogo de sub-18 entre o Lusitano de Vildemoinhos e a Santacombadense. Em setembro último, houve violência entre adeptos do CD Tondela e do Sporting de Pombal num jogo da Taça de Portugal que levou a APCVD a enviar imagens ao Ministério Público.