Geral

07 de 05 de 2023, 12:01

Diário

Morreu presidente da Assembleia Municipal de S. Pedro do Sul

Vítor Barros foi secretário de Estado do Desenvolvimento Rural. Decretado três dias de luto municipal

Vítor Barros

Morreu Vítor Barros, ex-secretário de Estado e atual presidente da Assembleia Municipal de S. Pedro do Sul.
Vítor Barros ocupou a pasta do Desenvolvimento Rural no governo de António Guterres, tendo sido responsável pela criação das equipas de Sapadores Florestais. Estava na Assembleia Municipal desde 2013.

“É uma grande perda para S. Pedro do Sul, mas também para a região. Era um grande defensor do desenvolvimento rural, do Interior. Sempre foram estas as suas lutas, as suas causas”, disse Pedro Mouro, vice-presidente da autarquia e da Federação do PS/Viseu.
Para o “companheiro”, mas acima de tudo “amigo”, Vítor Barros “era um homem lutador e que deixou a sua marca enquanto governante em setores importantes da Agricultura”.

Engenheiro Agrónomo de carreira, Vítor Barros tinha 72 anos.
Em comunicado, a Câmara Municipal de S. Pedro do Sul manifestou “o mais profundo pesar pelo falecimento” e decretou, a partir deste domingo, três dias de luto municipal, colocando a bandeira a meia haste nos Paços do Concelho.


Vítor Barros era residente no concelho de Oeiras, no distrito de Lisboa, onde se realizará o funeral esta segunda-feira.

“Era um homem que se preocupava muito com o concelho de São Pedro do Sul e toda esta região de Lafões, um homem que trabalhou muito junto dos agricultores e das comunidades locais e ajudou muito as populações”, descreveu Vítor Figueiredo.

O presidente da Câmara de São Pedro do Sul, no distrito de Viseu, sublinhou ainda o “interesse muito grande que tinha por todo o mundo rural e pelo interior, mas principalmente por toda a região de Lafões e em concreto por São Pedro do Sul”.

“Era uma mais valia que tínhamos no concelho e em toda a região”, afirmou.

O autarca acrescentou ainda que a visita do secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires, prevista para esta segunda-feira, foi cancelada, assim como as inaugurações previstas.

Ou seja, especificou, a inauguração da estação de tratamento de águas residuais (ETAR) de Lourosa, em Santa Cruz da Trapa, da ETA de Figueiredo de Alva e da ETAR de Vila Maior, ficando adiadas para data a remarcar com o governante.

“Foi com grande tristeza e consternação que o Ministério da Agricultura e Alimentação teve conhecimento da morte de Vítor Barros, antigo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, nos XIII e XIV Governos Constitucionais de Portugal”, lê-se num comunicado divulgado pelo Governo.

A nota de pesar, assinada pela ministra Maria do Céu Antunes, destaca ainda os cargos que Vítor Barros ocupou, como o de “presidente da Companhia das Lezírias e da Fundação Alter Real, de entre outros cargos públicos que desempenhou, por nomeação e eleição”.

“Dedicou grande parte da sua vida ao serviço público, ao setor agrícola e ao desenvolvimento rural”, sublinha o gabinete da ministra, endereçando “um voto de pesar e de solidariedade a toda a família e amigos”.