Geral

22 de 06 de 2021, 17:40

Diário

Projeto da Universidade Católica já trata da saúde oral de pessoas com deficiência

Projeto Sorrisos Especiais fez cerca de 60 atendimentos e 90 operações como extrações, restaurações de dentes e exames radiográficos

Fotógrafo: Igor Ferreira

O projeto Sorrisos Especiais já fez 60 atendimentos desde o início de abril deste ano.

A iniciativa dinamizada pela Clínica Dentária da Universidade Católica de Viseu foi uma das vencedoras da última edição do Orçamento Participativo de Viseu na linha Jovem Escolar com uma dotação de 10 mil euros.

Em comunicado, a Câmara de Viseu refere que, depois de o lançamento ter sido adiado por causa da pandemia da Covid-19, o projeto que visa tratar da saúde oral de pacientes das instituições e associações da deficiência de Viseu fez “89 procedimentos médico-dentários, como extrações, desvitalizações e restaurações de dentes ou exames radiográficos”.

São parceiros do projeto as associações APPACDM, APCV, APPDA, Surdisol, AVISPT21 e ACAPO e o Centro de Deficientes Profundos de Santo Estevão. Quatro das entidades usufruíram já dos cuidados de saúde oral prestados ao abrigo do projeto da Católica.

A Câmara refere que apoia a Clínica Dentária da Católica “para a realização de consultas, mas também na promoção da literacia para a saúde oral, através de ações de capacitação dos profissionais das instituições e familiares, e a construção de um guia de boas práticas para difusão pelos parceiros”.