Geral

11 de 06 de 2021, 17:32

Especiais

Autárquicas: Nuno Correia da Silva avança mesmo como candidato do CDS em Viseu

Centrista diz que vai à corrida para ganhar a Câmara. Promete levar a ferrovia e a universidade para o debate autárquico

nuno correia da silva cds viseu

Nuno Correia da Silva vai ser mesmo o candidato do CDS para a Câmara de Viseu nestas autárquicas. O anúncio foi feito esta sexta-feira (11 de junho) pelo partido centrista. O nome foi aprovado pela Comissão Política Concelhia, que endereçou o convite agora aceite.

Natural de Viseu, o candidato é atualmente vereador do CDS na Câmara de Lisboa e dirigente nacional do partido, além de administrador da SAD do Sporting.

Em declarações ao Jornal do Centro, Nuno Correia da Silva diz que a missão da sua candidatura passa mesmo por vencer as eleições e reconquistar uma autarquia que já foi controlada pelos centristas.

“O grande objetivo é vencer as eleições, não poderia ser outro. Já tivemos responsabilidades na Câmara, quer com o engenheiro Manuel Amorim (presidente da autarquia entre 1980 e 1982) quer com Engrácia Carrilho (de 1986 a 1989), com os quais tivemos boas memórias. Projetou-se Viseu, ela cresceu e a ambição dos viseenses tornou-se uma realidade. Voltamos com o mesmo espírito, garra e determinação e estamos decididos em ganhar”, afirma.

Agora, Nuno Correia da Silva promete puxar para a agenda os temas da universidade e da ferrovia. O centrista acrescenta que a sua candidatura não pretende lutar contra o PSD e o PS, mas sim criar uma cidade mais desenvolvida e solidária.

“Entendemos que temos capacidade para levar Viseu ao lugar que merece para ser uma cidade aglutinadora, do desenvolvimento e da solidariedade. Queremos uma cidade que seja vista como uma referência daquilo do que é possível fazer com muita vontade e determinação e quando as pessoas sentem que o seu mérito é reconhecido”, explica.

O candidato a presidente da Câmara de Viseu acredita que o concelho “pode ser mais do que aquilo que é” e não deixa de manifestar o seu descontentamento com a gestão feita pelo PSD nos últimos anos.

“É óbvio que não estou contente com a gestão dos últimos anos e penso que há vários fatores críticos de sucesso para o desenvolvimento como a ligação por caminho de ferro e a universidade que Viseu ainda não tem, mas vai ter porque nós vamos ganhar”, remata.

Já em comunicado, a concelhia de Viseu do CDS diz que esta candidatura terá “ambição de vencer, com arrojo, diferenciadora e com vontade de inaugurar um novo ciclo no concelho de Viseu”.

Ex-líder da Juventude Centrista nos anos 90, Nuno Correia da Silva foi ainda deputado na Assembleia da República entre 1995 e 1999.

Nas últimas autárquicas em 2017, o CDS teve 5,10 por cento dos votos, tendo sido a terceira força política mais votada em Viseu. No entanto, perdeu na altura o lugar de vereação na Câmara Municipal. Paula Jacinta Amaral foi a cabeça de lista dos centristas há quatro anos.