Geral

28 de 04 de 2021, 10:45

Especiais

Autárquicas: Vítor Figueiredo recandidata-se para continuar projetos em São Pedro do Sul

Autarca já anunciou a sua recandidatura para o terceiro mandato pelo PS

vítor figueiredo câmara são pedro do sul v2

O presidente da Câmara de São Pedro do Sul disse que se recandidata a um terceiro mandato para continuar projetos já iniciados e para ver concretizados outros que estão a arrancar.

“Neste momento, temos obras de milhões, obras de fundos comunitários que estão em concurso, outras que já foram lançadas recentemente e outras que se vão iniciar em curto prazo. E a verdade é que há todo este trabalho de base e que muito trabalhei para que efetivamente São Pedro do Sul estivesse melhor do que quando entrei na Câmara Municipal”, destacou Vítor Figueiredo, eleito pelo PS e que se recandidata novamente pelos socialistas.

O autarca assumiu que, além de haver “todo um trabalho de base para dar continuidade” durante o próximo mandato, é também, “e acima de tudo, serviço público” que presta ao concelho que o viu nascer há 61 anos.

“Sempre me recordo, desde jovem, em que vivi sempre na vida associativa. Desde a liderança nas associações de estudantes e IPSS, a junta de freguesia, e agora a Câmara Municipal”, contou.

Vítor Figueiredo explicou que o executivo está a “trabalhar projetos que ainda estão em realização”, cujas obras se iniciam em maio, como a construção da nova central de camionagem (800 mil euros de investimento), a escola secundária de São Pedro do Sul (3,5 milhões de euros) e o circuito lúdico do Vouga, em fase final de execução (600 mil euros).

“Temos um outro projeto, cujo auto de consignação foi assinado por estes dias, da geotermia para as Termas de São Pedro do Sul, em que 16 dos nossos hotéis vão ter água termal para aquecimento desses mesmos hotéis, o que vai implicar uma redução da fatura energética em todos eles e que é inédito no continente”, destacou.

Um conjunto de obras que o autarca destacou, entre “outras mais pequenas”, que “estão, neste momento, no início de execução e que gostaria de vê-las concretizadas” no decorrer do próximo mandato, altura em que devem estar finalizadas.

“Neste momento, o que temos em São Pedro do Sul é qualidade de vida para as pessoas que cá moram, mas ainda temos um problema que é a fixação das pessoas e o problema do emprego é, provavelmente, e quase de certeza, o nosso foco no próximo mandato”, admitiu.

Ou seja, esclareceu, com a preocupação “na questão do trabalho”, o atual presidente da Câmara quer recandidatar-se para “tentar fixar mais população”, porque, apesar de admitir que as que vivem no concelho “vivem bem, é preciso criar condições para que tenham um melhor rendimento e um salário para viverem ainda melhor”.

Vítor Figueiredo candidatou-se pela primeira vez à Câmara de São Pedro do Sul em 2013. Em 2017, recandidatou-se.

Atualmente, o executivo é composto por sete mandatos, cinco do PS, incluindo o presidente, e dois da oposição PSD.