Geral

30 de 03 de 2021, 12:28

Lifestyle

Como agir em caso de picada ou mordedura?

Em caso de picada ou mordedura de cobra ou víbora contacte o CIAV através do número 800 250 250

Imagem

Em Portugal existem muito poucos casos de morte relacionados com a picada ou mordedura de cobras ou víboras. Os dados do Centro de Informação Antivenenos (CIAV) do INEM não revelam a existência de casos mortais, mas nem todos os casos chegam ao conhecimento deste Centro.
Em caso de picada ou mordedura de cobra ou víbora contacte o CIAV através do número 800 250 250. Responda às questões colocadas que irão permitir avaliar a gravidade da situação e orientar sobre o melhor procedimento a adotar.
A mordedura de Víbora pode originar uma situação clínica potencialmente grave. Provoca dor intensa no imediato e edema (inchaço) progressivo do membro atingido que pode levar ao compromisso circulatório desse membro, exigindo uma intervenção médica urgente.
A mordedura de Cobra em geral não tem consequências graves, para além de alguns sinais inflamatórios no local da picada.

Qual o procedimento a adotar?
Algumas das medidas que podem ser tomadas no imediato passam por desinfetar a zona da mordedura ou picada e aplicar gelo no local, envolvido num pano, para evitar uma queimadura originada pelo frio.
Se a zona atingida for um braço ou uma perna deve imobilizar-se o membro afetado. Neste tipo de situações é aconselhável procurar apoio médico para que a situação seja corretamente avaliada.
Não se esqueça: em caso de picada ou mordedura, por cobra ou víbora contacte o CIAV do INEM através do número 808 250 143 ou, em alternativa, ligue para o Número Europeu de Emergência – 112 e responda às questões colocadas pelos profissionais do INEM.

Mais Notícias

16 de 04 de 2021, 17:14

Batidas e cantares tradicionais em

O espetáculo junta o som, o vídeo e a performance ao vivo. A parte sonora contará com música de Pedro Ribeiro, com batidas irregulares e ritmadas. À música, Carlos Correia juntou a poesia in...

16 de 04 de 2021, 17:04

Hipoglicemia

Se a vítima estiver inconsciente não lhe deve dar nada a beber. Deve, sim, colocar uma papa de açúcar no interior da boca (bochechas)