Geral

17 de 12 de 2023, 10:01

Lifestyle

Oitenta e cinco por cento dos portugueses realiza compras de Natal em lojas físicas

Os centros comerciais são os locais preferidos para a maioria dos inquiridos e 53% ponderam fazer também compras online

Na preparação da quadra festiva mais simbólica do ano, os hábitos de consumo dos portugueses mantêm-se fiéis à tradição. Dados do Observador Natal 2023, realizado pelo Cetelem – marca comercial do grupo BNP Paribas Personal Finance – mostram que 85% dos inquiridos continuam a preferir fazer as compras em lojas físicas, em vez de procurar o comércio online.
Em 2023, 53% dos inquiridos pretendem fazer compras através da internet – uma percentagem em linha com o ano anterior. Esta é uma forma de compras que reúne mais consenso entre os consumidores com 35 e os 44 anos e os que vivem no sul do país. Neste universo das compras online, os inquiridos tencionam fazê-las, principalmente, em marketplaces nacionais (63%). Os marketplaces internacionais são escolha de 52% dos inquiridos e outros 58% apontam como preferidos os sites de marcas específicas.
O valor despendido com estas aquisições vem a cair desde 2021, altura em que as estimativas apontavam para um consumo médio online na casa dos €299. Em 2022, a estimativa passou para os €239 e em 2023 não passará além dos €127. Mais de metade das pessoas (54%) assumem mesmo que tencionam poupar em relação ao que gastaram no ano passado.
Os inquiridos estão, de resto, muito familiarizados com o e-commerce, já que 98% da amostra admitiu realizar compras desta forma ao longo de todo o ano. Nos métodos de pagamento preferenciais são apontados o MBWay (59%), o cartão de débito (49%) e a referência multibanco (48%).

71% fazem as compras de Natal em centros comerciais

Na azáfama da procura pelos presentes ideais, os portugueses inquiridos continuam a preferir realizar as compras de Natal em centros comerciais (69%) ou em hiper ou supermercados (69%). Em terceiro lugar nesta lista surgem as grandes superfícies especializadas e, em quarto lugar, surge o comércio tradicional, com 42% dos inquiridos a preferirem manter aceso o espírito das compras em lojas locais.


Metodologia
Estudo conduzido através de entrevistas online, sendo que o trabalho de campo decorreu entre 8 e 14 de novembro de 2023. Foram realizadas 1000 entrevistas, representativas da população portuguesa (quotas de género, idade e região de acordo com os dados do INE), a indivíduos de ambos os géneros, de idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos, residentes em Portugal Continental. O erro máximo associado à amostra é de +3.1 p.p. para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram conduzidas por intermédio de questionário estruturado de perguntas fechadas, semi-fechadas e abertas, fornecido pelo Observador Cetelem, com a duração máxima de 13 minutos.