19 jan
Viseu

Cinfães

Mais de uma centena de operacionais e oito meios aéreos combatem dois fogos na sede do concelho

por Redação

06 de setembro de 2020, 08:25

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Cento e vinte e um operacionais estão envolvidos no combate a dois incêndios em mato, que tiveram início na última noite no concelho de Cinfães. 

O fogo que ocorreu mais cedo, começou às 21h55, em Lagarelhos, freguesia de Cinfães, mobilizando nesta altura 57 homens, apoiados por 14 carros e dois meios aéreos. 

Já o alerta para o outro incêndio foi dado às 06h12 em Contença, também na freguesia de Cinfães. No terreno estão 64 operacionais, com 16 viaturas. O trabalho dos bombeiros está a ser auxiliado ainda por seis meios aéreos. 

“O combate aos dois incêndios está a decorrer de forma favorável”, revelou ao Jornal do Centro, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu. 


Presidente da Câmara pediu atenção às autoridades 
Nos últimos dias têm lavrado vários fogos florestais no concelho cinfanense. Na sexta-feira (4 de setembro), o presidente da autarquia, Armando Mourisco, pediu à GNR e à Polícia Judiciária que intensificassem “esforços no sentido de identificar e deter os autores dos incêndios criminosos que nos últimos dias ocorrem no concelho”.

O autarca diz que “os trabalhos desenvolvidos pela Câmara Municipal, pelas equipas de sapadores florestais e bombeiros voluntários durante o ano, que as centenas de milhares de euros investidos na limpeza das faixas de combustível, nas queimas a pedido, nos inúmeros hectares de fogo controlado realizados, caiem em ‘saco roto’ devido a ações criminosas, referindo-se aos incêndios que começam à noite e de madrugada sem causas para o facto”.

Em comunicado, o autarca apelou ainda às pessoas que tenha conhecimento de movimentos suspeitos para transmitirem essas informações às autoridades. 
 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts