28 Set
Viseu

Cultura

Castro Daire: festival Altitudes regressa com segurança e teatro à mistura

por Redação

08 de Agosto de 2020, 08:30

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O Festival Altitudes volta a decorrer nos próximos dias na aldeia de Campo Benfeito, em plena Serra do Montemuro, no concelho de Castro Daire.

A iniciativa, que vai na 22.ª edição, arranca este sábado (8 de agosto) e propõe uma programação que promete apresentar um “equilíbrio entre novas propostas e nomes amplamente reconhecidos” durante uma semana. Todos os principais espetáculos terão lugar a partir das 21h30.

“Uma programação cada vez mais abrangente e a cada ano mais exigente, porque responde à exigência de um público regular, interessado, crítico”, refere a organização. O Teatro do Montemuro, a companhia organizadora do evento, vai aproveitar a edição de 2020 para comemorar os seus 30 anos de atividade.

Este sábado (dia 8), o festival dá o pontapé de saída às 21h00 com a apresentação do livro “Campo Benfeito aldeia.teatro.prodígios” de Abel Neves. Às 22h30, a ACERT (de Tondela) apresenta-se com o espetáculo “20 Dizer”, de José Rui Martins e Luísa Vieira.

No domingo (dia 9), o Teatro do Montemuro irá apresentar-se “em casa” com a peça “O Último Julgamento” a partir das 21h30. Na segunda-feira (dia 10), a Peripécia Teatro, uma companhia oriunda de Vila Real, sobe ao palco com “Iceberg, o Último Espetáculo”.

Na terça-feira (dia 11), apresenta-se o Teatro da Palmilha Dentada com “A Berbequim Coop. versus a Lavandaria S.A.”. Na quarta-feira (dia 12), a Cooperativa Capuchinhas irá organizar um desfile, que terá a participação da estilista Paula Caria e dos músicos Gonçalo Alegre e Rui Souza e vai apresentar a nova coleção outono-inverno da instituição.

Na quinta-feira (dia 13), às 10h30, o Teatro e Marionetas de Mandrágora apresenta “A Breve História de Portugal”, que replica os jograis da época medieval para contar a história do país e dos reinados portugueses através da sátira e do riso. Pelas 21h30, arranca o concerto multimédia “Quem Fala Assim” da associação Interferência, um espetáculo que promete explorar o potencial sonoro e artístico da gaguez e refletir sobre este problema.

Na sexta-feira (dia 14), a partir das 21h30, a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve mostra “Instruções para Abolir o Natal”.

O último dia será o próximo sábado (dia 15), com direito a espetáculo internacional. A companhia espanhola El Tricicle apresenta em Campo Benfeito a peça “Turist (or not turist)”, a partir das 21h30.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a lotação do Altitudes 2020 foi reduzida significativamente dos 200 para os 82 lugares.

O festival Altitudes começou em 1998 e tem evoluindo ao longo dos anos, até propor espetáculos de teatro nacionais e internacionais, concertos, espetáculos de dança, residências, ateliês, exposições de artes plásticas, ciclos de cinema e conferências.

“O Festival Altitudes é mais um exemplo de dinamização da região e de descentralização das artes. O público que vem propositadamente de Lisboa, do Porto, de Viseu, Castro Daire, Lamego e de tantos outros locais, para assistirem às propostas artísticas, fica uma noite ou durante vários dias na região”, refere o Teatro do Montemuro, que sublinha o evento como “uma referência na programação cultural e artística a nível nacional”.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts