13 Ago
Viseu

Cultura

Maestro do Coro Mozart premiado com prémio de poesia

por Redação

31 de Julho de 2020, 18:16

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O poeta e maestro do Coro Mozart, Dionísio Vila Maior, foi premiado recentemente com o prémio de poesia Joaquim Pessoa, atribuído pela Câmara da Moita e pela editora Edições Esgotadas, com sede em Viseu.

O galardão foi dado graças à obra “Orfeu sem mim”. “A obra vencedora denota uma sólida e bem fundamentada arquitetura modelada na confluência de mitos clássicos, do memorialismo autoral e de leituras da modernidade estética”, revela em comunicado o júri do prémio.

O prémio tem um valor de 5.000 euros, atribuído pela Câmara da Moita. A obra vencedora será publicada pela Edições Esgotadas. 

A organização refere na nota que a edição deste ano do Prémio de Poesia Joaquim Pessoa “teve uma adesão muito significativa” com 340 candidatos de vários países, incluindo Portugal, Espanha, Brasil, França, Itália, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Inglaterra.

“Tratando-se de um prémio de poesia ligado ao nome de um poeta vivo, o interesse de um número tão elevado de concorrentes evidencia que esta iniciativa conjunta da Câmara Municipal da Moita e da editora Edições Esgotadas já conquistou o respeito e o reconhecimento do público”, acredita a organização.

O Prémio de Poesia Joaquim Pessoa foi criado em 2015, com o objetivo de galardoar, bienalmente, uma obra de poesia escrita em língua portuguesa.

O júri foi composto pela presidente Annabela Rita (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa) e pelos membros Ana Maria Oliveira (Universidade Católica, Instituto Politécnico de Viseu e representante da Edições Esgotadas), Isabel Ponce de Leão (Universidade Fernando Pessoa), Luísa Antunes Paolinelli (Universidade da Madeira) e José Beiramar (professor e representante da Câmara Municipal da Moita).

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts