04 Jun
Viseu

Desporto

O baú de memórias do Estádio do Fontelo

por Redação

23 de Maio de 2020, 08:30

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O Estádio do Fontelo já viveu grandes momentos. Aquela que é a casa do Académico de Viseu acolheu grandes jogos dos academistas, tanto a contar para a Taça de Portugal como para a antiga 1ª Divisão Nacional, atual Primeira Liga, onde jogaram em quatro épocas distintas.

Começando pela Taça de Portugal e pela época que agora terminou, o Fontelo jogou frente ao FC Porto a contar para as meias-finais da prova rainha do futebol português. O jogo terminou com um empate a um golo, num resultado sempre histórico para a equipa da casa, conseguindo assim empatar com um grande do futebol português. João Mário foi o homem em destaque do lado do Académico de Viseu, ao marcar o golo que deu o empate frente aos dragões. Esta temporada teve ainda outro jogo de grande destaque no Estádio do Fontelo. O encontro que opôs o Académico de Viseu e o Canelas 2010 fica também na história não pelo poderio do adversário, mas sim por ter dado uma passagem histórica aos academistas às meias finais da Taça de Portugal. O Académico venceu este jogo por uma bola a zero e o herói da partida foi Anthony Carter, que marcou aquele que foi, talvez, o golo mais importante da história do clube na prova rainha do futebol português.

.

Tempos passados

Já na antiga 1ª Divisão Nacional, que agora é a Primeira Liga de Futebol, o Académico de Viseu também conseguiu alguns resultados de relevo em pleno Estádio do Fontelo. Desde logo na época de 1978/1979, naquela que foi a primeira passagem do clube pela 1ª Divisão, uma vitória caseira frente ao Boavista.  Um a zero foi o resultado mais relevante conseguido no Fontelo nessa temporada. A temporada de 1980/1981 foi pródiga em grandes resultados, tendo ficado marcada pela melhor participação de sempre do clube na 1ª divisão, ao alcançar o 13º lugar. Nesta época o Estádio do Fontelo assistiu a dois empates frente aos dois grandes da segunda circular, Sporting e Benfica, ambos a uma bola. Neste campeonato o Académico conseguiu mesmo bater o pé a um grande, vencendo o Sporting por 1-0 em Alvalade. Já a época de 1981/1982 ofereceu aos adeptos viseenses vitórias em casa frente a três clubes históricos do futebol português. Belenenses e Braga foram vergados pelos academistas em pleno Fontelo, 2-0 foi o resultado final de ambas as partidas, já o Boavista saiu de Viseu também derrotado, desta feita por 1-0. A última aventura academista no escalão máximo do futebol português foi na temporada de 1988/1989. Nesta época o Académico conseguiu empatar com dois grandes em sua casa, 0-0 frente ao FC Porto e 2-2 frente ao Sporting. Os viseenses conseguiram também vencer o Vitória de Setúbal, por 2-1, diante dos seus adeptos.

.

Jogos internacionais

O Estádio do Fontelo acolheu um dos grandes momentos das seleções jovens portuguesas. Foi no ano de 2003 que a seleção nacional de sub-17 conquistou o título europeu frente aos vizinhos espanhóis em pleno Estádio do Fontelo. Portugal venceu o campeonato da categoria em frente a, mais ou menos, 9 mil pessoas que apoiavam os jovens portugueses a partir das bancadas do Fontelo. O resultado do jogo decisivo foi 2-1 a favor da seleção portuguesa. Os golos de Portugal foram apontados por Márcio Sousa, já o tento espanhol foi apontado por David Silva, jogador campeão da Europa e do Mundo pela seleção A de Espanha e atualmente atleta do Manchester City. Não foram apenas craques espanhóis que naquele ano pisaram o relvado do Fontelo, Portugal também tinha jogadores que acabaram por ter carreiras recheadas de sucessos, desde logo, os campeões europeus João Moutinho e Vieirinha, dois jogadores que contribuíram para o maior feito da história da equipa das quinas, a vitória no Campeonato da Europa de 2016. Para além dos três jogadores já referidos passaram ainda, naquele ano, pelo relvado do Fontelo jogadores como Miguel Veloso, Paulo Machado, José Manuel Jurado, James Milner e Aaron Lennon. O Estádio do Fontelo fica também para a história por ter acolhido a primeira grande conquista de uma seleção portuguesa no século XXI.

Para além de jogos das seleções jovens, o Estádio do Fontelo acolheu também, no dia 10 de novembro de 2017, um jogo da seleção nacional A frente à congénere da Arábia Saudita. Na altura o jogo teve um caráter solidário e serviu para ajudar e homenagear todos aqueles que foram afetados pelos incêndios de outubro de 2017. Um bonito gesto da Federação Portuguesa de Futebol que quis encher o estádio do Fontelo com o objetivo de ajudar quem mais precisava. Dentro das quatro linhas Portugal não contava com algumas das suas grandes estrelas, mas ainda assim levou a Arábia Saudita de vencida por três bolas a zero, com golos de Manuel Fernandes, Gonçalo Guedes e João Mário. Para além destes três nomes, os viseenses puderam ainda ver em ação jogadores como Bernardo Silva, Pepe, Bruno Fernandes, João Cancelo, Ricardo Pereira e Ruben Neves. Vários campeões da Europa pisaram, naquele dia, o relvado do Estádio do Fontelo, naquele que foi um dos jogos mais relevantes das seleções nacionais neste recinto. Apesar do jogo não ter tido um carácter competitivo, serviu para os viseenses verem os craques da seleção das quinas ao vivo.

.

Fontelo vai receber obras

 A Câmara de Viseu aprovou a 30 de abril a proposta de adjudicação da requalificação das pistas de atletismo e da renovação do relvado e da rede de rega. Com esta decisão, o Académico de Viseu pode ficar impedido de jogar durante algum tempo no Estádio do Fontelo, na próxima época.

O projeto prevê a colocação de um novo piso sintético, essencialmente destinado ao atletismo, ficando o recinto apto a acolher provas nacionais e internacionais.

Almeida Henriques disse que, na zona destinada essencialmente à prática do futebol, “será aplicado um novo relvado, com recurso a relva natural por sementeira, por ser mais durável”.

Ainda não há uma data para o arranque das obras, porque o projeto ainda não foi aprovado pelo Tribunal de Contas. Almeida Henriques admitiu que o Académico ficará impedido de jogar no Fontelo durante algum tempo na próxima época. As obras também abrangem a Rua Anacleto Pinto, que fica ao lado do estádio.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts