04 dez
Viseu

Desporto

"O Cláudio vai para o Porto por mérito próprio", diz Vítor Paneira

por Redação

23 de julho de 2020, 10:08

Foto CD Tondela

O Jornal do Centro esteve à conversa com o primeiro treinador do guardião na Primeira Liga. Vítor Paneira deixa elogios ao jogador do Tondela

CLIPS ÁUDIO

Cláudio Ramos está em vias de sair do Tondela para reforçar o FC Porto na época 2020/2021.

O guarda-redes, natural de Vila Nova de Paiva, que está em fim de contrato com o clube beirão, tem à sua espera um contrato válido por quatro épocas com a equipa azul e branca, que se sagrou, recentemente, campeã nacional. Chega, assim, ao fim uma ligação entre Cláudio Ramos e o Tondela que durou nove temporadas consecutivas.

O Jornal do Centro esteve à conversa com Vítor Paneira, responsável pela contratação do guarda-redes por parte do Tondela, na época de 2011/2012, e o primeiro treinador do guardião na Primeira Liga.

“O Cláudio era muito profissional, muito exigente consigo próprio e é muito humilde. A forma como evoluiu no treino e no jogo é prova disso. É um jogador capaz de ter chegado à seleção nacional de um clube como o Tondela, que é um clube modesto, onde tem sido a grande referência da equipa. Hoje, se vai para o FC Porto, vai por mérito próprio, por tudo o que foi capaz de fazer e acreditar e pelo facto de ser um grande guarda-redes. É um grande exemplo para os colegas como um profissional sério, humilde e competente”, diz.

Vítor Paneira afirma que esta saída do Tondela acontece no “momento certo” para Cláudio Ramos.  O técnico assume que o jogador já se encontra noutro nível de experiência e maturidade, o que, a seu ver, é importante para dar este passo de mudança.

“Ele tem 29 anos. É uma idade de alguma experiência e maturidade para um guarda-redes. Naturalmente, estes anos no Tondela, especialmente na Primeira Liga, deram-lhe uma consistência como guarda-redes e uma responsabilidade e capacidade de sair para o Porto e tentar discutir um lugar. Portanto, sai no momento certo”, diz.

O antigo treinador do Tondela diz ainda que uma transferência para o Porto poderá abrir novas portas. “É um clube de nível internacional e é campeão nacional. Vai, naturalmente, dar-lhe outras exigências e competências. Se conseguir ser um guarda-redes a jogar, a defender, com permanência, pode, perfeitamente, regressar à Seleção Nacional", refere.

Vítor Paneira deixa ainda uma mensagem a Cláudio Ramos. “Ele tem de acreditar que vai para um desafio enorme. Já superou desafios em que acreditou que era possível. Chegar à Seleção Nacional foi uma meta que conseguiu, assim como ser titular de uma equipa da Primeira Liga, com competência, e ser uma das grandes referências. Acredito que ele vai chegar ao FC Porto e que pode bater com toda a certeza. O que lhe quero dizer é que seja competente, que se mantenha humilde, como sempre, e que acredite que vai chegar ao FC Porto e vai vencer”, conclui.

Cláudio Ramos bateu o recorde de presenças para um guarda-redes na Primeira Liga, com 103 jogos consecutivos, deixando para trás o registo de Rui Patrício, que alinhou pelo Sporting em 94 partidas. Atualmente, encontra-se lesionado e é provável que não alinhe no último jogo da época.

Ao serviço do Tondela, o guardião português, de 28 anos, alinhou em 267 partidas, aguentando-se entre os postes durante 9.270 minutos. Esteve presente na subida à Primeira Liga na temporada 2014/2015 e nas quatro manutenções da equipa beirã no principal escalão do futebol português.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts