16 Jul
Viseu

Viseu

Comerciantes de Viseu têm nova loja virtual para vender produtos

por Redação

03 de Junho de 2020, 19:09

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Os comerciantes do concelho de Viseu têm agora disponível um espaço web para vender os seus produtos em tempo de desconfinamento. A plataforma Viseu Compr’Aqui foi apresentada esta quarta-feira (3 de junho) pela Câmara, em parceria com os CTT e as associações dos setores comerciante e hoteleiro.

O projeto foi dado a conhecer pelo vereador Jorge Sobrado, que fala de “uma ideia muito simples”.

“[Esta plataforma] procura dar uma segunda pele ao comércio local de Viseu. É uma extensão ao comércio tradicional e de proximidade. O primeiro objetivo é digitalizar quem tem loja, produção local e ponto de venda no Mercado Municipal e colocá-la a vender para lá da cidade, para Viseu e o mundo”, afirma.

Este novo canal de vendas tem o apoio da Associação Comercial do Distrito de Viseu. Segundo o presidente da organização, Gualter Mirandez, a pandemia da Covid-19 levou os comerciantes a apostarem mais depressa nas novas tecnologias.

“Há dois anos que andamos com projetos deste teor e não tem sido fácil a implementação. Ainda há muitos comerciantes resilientes às novas tecnologias. O que é certo é que foi preciso, porque estávamos a atravessar grandes dificuldades, e mobilizámos todos para esta grande oportunidade”, admite Gualter Mirandez.

Os restaurantes e hotéis também têm presença assegurada na Viseu Compr’Aqui. Jorge Loureiro, presidente da delegação viseense da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, diz esperar que esta iniciativa tenha seguimento e não se fique apenas pela apresentação.

“O grande desafio que nos coloca a todos é que sejamos capazes de dinamizar isto. Senão, isto não passa de um lado público, muito bonito e interessante, em que todos nos revemos mas não fomos capazes de ir mais além”, sublinha.

A plataforma vai estar associada à aplicação CTT Comércio Local. Durante um ano, o município de Viseu vai suportar os custos da adesão, sendo um dos primeiros municípios do país a aderir a este novo projeto da empresa postal.

João Bento, presidente dos Correios, adianta que alguns comerciantes já vão usar e testar a partir de quinta-feira (dia 4) a aplicação.

“Agradecemos vivamente à Câmara de Viseu por estar na vanguarda do que estamos a fazer, apoiando o embarque dos comerciantes neste novo mundo. Já teremos comerciantes a testar e a serem cobaias para o trabalho que o município está a fazer, incentivando depois a sua utilização. Eu sei que o farão tal como os CTT, ligando pessoas e empresas com entrega total”, enaltece o gestor.

A plataforma Viseu Compr’Aqui já está disponível no Facebook e Instagram. Na apresentação deste projeto, esteve presente a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que reconheceu que o interior teve menos casos da Covid-19 e que as “pessoas andaram até com mais confiança do que no litoral”.

“Todo o país apanhou um susto neste período da pandemia e houve muitas situações que nos assustaram, houve muitos serviços que não puderam funcionar, não só no interior. Até diria que o interior, nesse contexto, esteve até melhor, teve menos casos e as pessoas andaram até com mais confiança que no litoral”, disse a governante.

Além de Ana Abrunhosa, também esteve presente a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno. Após o lançamento da Viseu Compr’Aqui, foi inaugurada a primeira obra concluída pelo município no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), a requalificação da Rua das Bocas.

A manhã terminou com uma visita às instalações do Centro de Incubação Tecnológica de Viseu, o Vissaium XXI onde, adiantou Almeida Henriques, “passará a existir a incubadora de base científica e tecnológica de Viseu que desenvolverá os clusters dos agroalimentares, que será uma das bases, e das tecnologias de informação e comunicação”.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts