21 jan
Viseu

GERAL

Covid-19: Medidas para o Natal e Ano Novo. Veja aqui em que grupo de risco está o seu concelho

por Redação

23 de dezembro de 2020, 12:52

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

As medidas do Natal mantêm-se, mas apertam-se as restrições para o Ano Novo. A partir de 24 de dezembro, o país entra em estado de emergência, até 7 de janeiro. O primeiro-ministro, António Costa, acabou com as celebrações de Ano Novo em todo o país, para evitar a subida de contágios por covid-19. No entanto, manteve as regras que permitem um Natal com menos restrições, mesmo nos concelhos de risco muito elevado e de risco extremamente elevado. 

No Natal, a circulação entre concelhos e na via pública vai ser permitida. Assim, na noite de 23 para 24, permite-se a circulação para quem se encontre em viagem, de 24 para 25 é permitida até às 2h00 do dia seguinte e, por último, no dia 26 é permitida até às 23h00.

No caso dos restaurantes, nas noites de 24 e 25, podem funcionar até à 1h00. No dia seguinte (26), encerram às 15h30 nos concelhos de risco muito elevado e extremo.

Para os concelhos de risco muito elevado e extremo, no dia 27 aplicam-se as restrições habituais do estado de emergência. Encerramento do comércio até às 13h00, exceto farmácias, clínicas, consultórios, estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 metros quadrados e bombas de gasolina. O mesmo se aplica a restaurantes, que vão encerrar às 13h00, só podendo funcionar através de entregas ao domicílio. Também é obrigatório o recolhimento. 

Este ano, a passagem de ano celebra-se em casa. Mantém-se a proibição de circulação entre concelhos, em todo o país, a partir das 23 horas de 31 de dezembro e das 13 horas nos dias 1, 2 e 3 de janeiro. O cenário é semelhante na circulação na via pública. A partir das 23h de 31 de dezembro, e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro a partir das 13h, não se pode circular.

Para os restaurantes, espera-se uma redução de horários. Assim, no dia 31, funcionamento dos estabelecimentos é permitido até às 22h30. Nos dias 1, 2 e 3 de janeiro, fecham portas às 13h00, exceto para entregas ao domicílio.

Ajuntamentos na via pública com mais de 6 pessoas, festas públicas ou abertas ao público são proibidas.

No distrito de Viseu, há quatro concelhos em risco extremo: Armamar, Aguiar da Beira, Mortágua e Tabuaço. 

No escalão de risco muito elevado, está Viseu, Nelas, Sernancelhe, Resende, Cinfães e Lamego.

Já em risco elevado, há onze municípios: Sátão, Tarouca, Moimenta da Beira, Santa Comba Dão, São João da Pesqueira, Tondela, Carregal do Sal, Castro Daire, Penedono, São Pedro do Sul e Vouzela.

Na lista dos municípios de risco moderado, há quatro concelhos: Penalva do Castelo, Vila Nova de Paiva, Mangualde e Oliveira de Frades.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts