28 Set
Viseu

Região

S.O.S. Rio Paiva apela a investigação do Ministério do Ambiente

por Redação

28 de Agosto de 2020, 16:24

Foto Associação SOS Rio Paiva

CLIPS ÁUDIO

A Associação S.O.S. Rio Paiva apela ao Ministério do Ambiente para que seja feita uma investigação sobre as alegadas descargas poluentes feitas no leito do rio.

As denúncias já chegaram às Câmaras Municipais de Castro Daire e de Arouca. Segundo o presidente da Associação, Sérgio Caetano, este é um problema que assola o rio há mais de 10 anos.

“Nós temos vindo a denunciar, principalmente as descargas que são feitas por algumas ETAR’s em Vila Nova de Paiva e Castro Daire”, diz, realçando o estado em que se encontra o rio na zona de Castro Daire nos últimos cinco anos.

“Temos feito várias denúncias à Agência Portuguesa do Ambiente, ao Serviço de Proteção da Natureza da GNR e, agora, contactámos o próprio Ministério do Ambiente para que se faça alguma coisa”, adianta. “Temos tentado, também, junto das câmaras municipais, obter alguma ajuda na resolução dos problemas. A Câmara de Arouca tem-se mostrado sensível à questão porque é um município que vive muito do turismo”, acrescenta.

A situação não é recente e pode vir a afetar tanto a biodiversidade como a saúde pública de milhares de pessoas que, nesta altura do ano, usam e frequentam a água do rio.

Com esta queixa feita ao Ministério do Ambiente, a Associação espera que as autoridades nacionais venham a investigar a fundo este problema, de forma a apurar de onde vêm estas descargas e quem se encontra responsável por elas.

 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts