06 Ago
Viseu

GERAL

Temperaturas chegam aos 40º no distrito 

por Redação

04 de Julho de 2020, 10:47

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

A temperatura máxima vai atingir os 40 graus centígrados este domingo (05 de julho) no concelho de Santa Comba Dão. No mesmo dia e também na segunda-feira (06 de julho) vários municípios do distrito vão registar uma temperatura de 38º. 

O calor levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a colocar a região sob aviso amarelo. O alerta vai manter-se até às 21h00 de terça-feira (dia 07 de julho). 

Santa Comba Dão vai ser o concelho mais quente, com 40º, seguido de Armamar, Carregal do Sal, Mangualde, Mortágua, Penalva do Castelo, S. Pedro do Sul, Sátão, Tabuaço, Tondela e Vouzela, municípios cujo mercúrio vai bater nos 38º. Os concelhos “mais frescos” serão Castro Daire, Penedono, Resende, Sernancelhe, Vila Nova de Paiva e Viseu, cuja máxima vai ficar-se pelos 35º. 

Segundo o IPMA, esta “situação de tempo seco e quente” deverá manter-se até meados da próxima semana, prevendo-se “uma ligeira descida de temperatura na terça-feira”.

Esta subida de temperatura deve-se à deslocação “de uma massa de ar quente e seco proveniente do norte de África, associada a um fluxo de leste sobre a Península Ibérica na circulação do anticiclone localizado na região dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e de uma depressão centrada a sul da península”, explica o IPMA.


Atenção ao calor 
As autoridades de saúde estão atentas à situação e já lançaram um conjunto de recomendações para a população conseguir enfrentar o calor. A ingestão de água ou outros líquidos não açucarados com regularidade, mesmo que não sinta sede é uma das medidas propostas. Recomenda-se também que se “evite sair à rua nas horas de maior calor”, mas caso tenha mesmo que sair de casa deve proteger-se “usando um chapéu ou um lenço”.

É ainda pedido às pessoas que se procurem manter-se dentro de casa ou em locais frescos. Em casa, durante o dia, devem abrir-se “as janelas e manter-se as persianas fechadas, de modo a permitir a circulação de ar”. Já no período noturno deve abrir “bem as janelas para que o ar circule e a casa arrefeça”. 


Risco de incêndio elevado 
Já a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu um aviso à população para o perigo de incêndio rural nos próximos dias. 

A proteção civil prevê “que o risco de incêndio se mantenha muito elevado/máximo no interior do país e no Algarve, com maior agravamento a partir de domingo, inclusivamente nas regiões do litoral oeste”, o que poderá originar o “incremento do perigo de incêndio rural para valores muito elevados a máximos, na generalidade do território, determinados pelas condições meteorológicas previstas” e o “aumento das ignições face à atividade humana junto dos espaços rurais”.

Face a estas previsões, é proibido fazer queimadas extensivas sem autorização, fazer queima de amontoados, utilizar fogareiros ou grelhadores em todo o espaço rural, salvo se usados fora de zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito, fumar ou fazer lume nos espaços florestais, lançar balões de mecha acesa e foguetes, usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de risco máximo e obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e  um ou dois extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts