13 Ago
Viseu

Tondela

Avança Ecovia do Mondego que vai estar ligada à Ecopista do Dão

por Redação

25 de Julho de 2020, 08:30

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O projeto da “Ecovia do Mondego” vai ser entregue na próxima segunda-feira (27 de julho) ao empreiteiro que ganhou o concurso público. A via, com quase 40 quilómetros de extensão, vai fazer a ligação entre Santa Comba Dão e Penacova. A ecovia vai estar ligada à Ecopista do Dão, que atravessa os concelhos de Viseu, Tondela e Santa Comba Dão, e que conta com um percurso de 49 quilómetros. 

A obra representa um investimento de 1,4 milhões de euros, tendo um prazo máximo de execução de 18 meses.

O “auto de consignação” é assinado esta segunda-feira no Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa, concelho de Mortágua. Este projeto resulta de uma parceria estabelecida entre a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Viseu Dão-Lafões e a CIM da Região de Coimbra e os municípios de Santa Comba Dão, Mortágua e Penacova

Os trabalhos de criação da ecovia são para arrancar em breve, prevendo-se o aproveitamento de estradas e caminhos rurais existentes, sendo que só pontualmente será instalada uma via dedicada, como vai acontecer ao longo da margem da albufeira da Barragem da Aguieira, no prolongamento do empreendimento turístico da cadeia Montebelo.

O projeto final irá também incluir uma ligação contínua à Ecopista do Dão através da construção de um passadiço metálico até à Estação Ferroviária de Santa Comba Dão.

E ecovia estende-se ao longo das margens do rio Mondego, apresentando um forte potencial turístico dado o património natural localizado junto à infraestrutura, como a albufeira da Aguieira e a Praia Fluvial de Penacova, assim como a Livraria do Mondego.

Esta nova ciclovia foi alvo de uma candidatura ao Programa Valorizar do Turismo de Portugal, no âmbito da Linha de Apoio à Valorização do Interior, na tipologia “Projetos de Valorização ou Incremento da Oferta de Cycling & Walking”. Recebeu um apoio de cerca de 876 mil euros. 

Júlio Norte, presidente da Câmara Municipal de Mortágua, considera que este projeto é “uma mais-valia para o concelho e para a toda a região, já que em termos turísticos vai criar novas dinâmicas que vão permitir gerar ainda mais valor acrescentado, num sector que dá sinais de continuar a crescer”.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts