13 Ago
Viseu

No Mundo

Trocou a cidade maravilhosa por Viseu

por Redação

20 de Junho de 2020, 08:30

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Fez no passado dia 3 de junho um ano que Leonardo Bilhalba chegou a Portugal. Natural do Rio de Janeiro, no Brasil, explica que parou no nosso país “por acaso”.

“Estava a viver em Barcelona, Espanha, mas como uma amiga disse-me que aqui haviam mais oportunidades para brasileiros, resolvi mudar-me e enfrentar mais uma vez a aventura de emigrar”, conta.

A primeira localidade por onde Leonardo passou foi a Guarda, onde tinha uma amiga que o ajudou a conseguir todos os documentos necessários para poder manter-se em Portugal. Este cidadão brasileiro não esconde que não gostou muito da cidade mais alta e por isso rapidamente começou a procurar outras zonas para viver.

“Depois de pesquisar muito, vim até Viseu para conhecer e logo me encantei e decidi ficar”, diz.

Na cidade de Viriato, trabalha numa loja de telecomunicações. No Brasil também passou pelo mesmo ramo e deu aulas de Biologia.

“A minha adaptação foi boa no início porque cheguei na altura do início do verão, mas o inverno foi bem difícil, devido às baixas temperaturas. O Brasil, principalmente no sítio em que vivia, era muito quente. Hoje o frio para mim é um amigo, inclusive até prefiro”, afirma, entre risos.

Este imigrante gostou tanto de terras de lusitanas que até convenceu a irmã, que vivia em Espanha, a mudar-se para cá com o marido e os três sobrinhos.

“É sempre bom ter família por perto. Hoje em dia ela e o marido agradecem-me, pois eles amam cá viver”, acrescenta.

Leonardo considera Portugal “um país maravilhoso”. Já visitou Lisboa e o Porto e só tem elogios a fazer ao nosso país.

“O que mais gosto em Portugal e em Viseu principalmente é a segurança. É muito bom poder andar nas ruas sem medo. O que menos gosto aqui em Viseu são os transportes públicos, que deixam muito a desejar. A cidade poderia ter metro ou comboio, facilitaria muito a vida à população”, aponta.

Apesar de considerar o seu país “lindo”, não conta regressar. É em Portugal que quer viver. Só quer voltar ao Brasil para passear e rever a família e os amigos. 

E nem mesmo a pandemia causada pelo novo coronavírus o fez pensar em abandonar o nosso país.

“Portugal surpreendeu-me, as pessoas seguiram bem as medidas impostas pelo Governo e graças a Deus já consigo ver uma luz no fim do túnel para o términus disso tudo e assim retornarmos à ‘normalidade’. Em nenhum momento pensei em voltar ao meu país, até porque já imaginava a dimensão que seria quando o vírus lá se espalhasse”, refere.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts