28 fev
Viseu

S.P. Sul

Ensino à distância: Câmara de S. Pedro do Sul transporta para a escola crianças onde não há Internet

por Redação

05 de fevereiro de 2021, 20:07

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

A Câmara de S. Pedro do Sul vai transportar as crianças com necessidades educativas especiais e alunos que vivem em zonas remotas e sem cobertura de internet para a sede do Agrupamento de Escola de Santa Cruz da Trapa, onde vão ter aulas já a partir desta segunda-feira. Foi a solução encontrada para que os estudantes, sem acesso à internet, não fossem prejudicados.

“Em Santa Cruz da Trapa tudo começa segunda-feira. Os alunos sem computadores nós vamos emprestar, mas também temos alunos que não têm rede sequer para ter Internet, quer no telemóvel quer no computador. Nesse caso vamos transportar os alunos para o Agrupamento para eles terem aulas online na escola sede”, explica, Teresa Sobrinho, vereadora da educação no município.

Em causa estão dois alunos do 2º e 3º anos de escolaridade, pelo que ao contrário do que aconteceu no primeiro confinamento desta vez a autarquia não precisa de ir a casa das crianças entregar os trabalhos da escola.

A autarquia de S. Pedro do Sul vai transportar os estudantes da educação especial, “que precisam de terapias e de acompanhamento de professores de educação especial” e que frequentam o 2º e 3 ciclos do ensino básico.

“Também vamos levar esses alunos para a escola sede do Agrupamento de Santa Cruz da Trapa, para serem acompanhados na escola pelos professores e terapeutas”, refere a responsável.

Já em relação ao outro agrupamento de escolas do concelho, sediado na cidade, a Câmara está ainda à espera que a direção do estabelecimento de ensino “lhe faça chegar as necessidades” que tem em termos de equipamentos e de outros recursos.

Teresa Sobrinho garante que o município possui cerca de 80 portáteis que podem ser emprestados aos alunos que não têm meios informáticos para terem aulas à distância. A autarquia compromete-se a ceder também acessos à Internet, mas nesses casos os routers só serão comprados quando se souber qual a rede que existe e que melhor serve as localidades de onde são naturais os estudantes. 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts