08 Jul
Viseu

Tondela

Ampliação da zona industrial de Tondela deve ficar concluída antes do prazo

por Redação

01 de Junho de 2020, 14:35

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, disse esta segunda-feira (1 de junho) que espera ter concluídos antes do prazo previsto os trabalhos de ampliação e requalificação da zona industrial da Adiça, que se iniciaram há cerca de um mês.

“Tudo será executado com muita celeridade, na medida em que se encontram aqui várias empresas em simultâneo a trabalhar, fruto dos blocos de trabalho que ganharam em concursos públicos”, explicou o autarca, no final de uma visita às obras que representam um investimento superior a três milhões de euros.

A autarquia quer tornar esta zona industrial mais atrativa a novos investidores e responder às necessidades de expansão sentidas pelo tecido económico já instalado. A obra foi dividida em cinco áreas de trabalho e entregue a três empresas distintas.

“Temos a firme expectativa de que os 18 meses que estão previstos para estes trabalhos não se esgotem e que possamos, à medida que as várias frentes de trabalho estiverem concluídas, disponibilizar essa infraestrutura”, acrescentou.

Segundo José António Jesus, um dos objetivos desta expansão é “criar uma nova organização, funcionalidades e acessibilidades à zona industrial”, com “um perfil rodoviário adequado”, uma rotunda na ligação principal à Estrada Nacional 2 e “uma nova via que servirá de contorno a toda a zona industrial”.

“Nesta fase, serão criados novos lotes para os quais há uma procura crescente também pelas empresas aqui instaladas que têm novos projetos, novas dinâmicas, e, por isso, precisam de expandir as suas atividades industriais”, justificou.

Esta intervenção inclui também “um novo parque de estacionamento que permitirá dar uma resposta muito mais eficaz aos trabalhadores desta zona industrial, que nas mudanças de turno sentiam sempre uma dificuldades acrescida”.

O autarca explicou que o novo estacionamento “está dimensionado para 230 lugares de viaturas ligeiras” e que será criado um sistema adicional de combate a incêndios.

Novos passeios, pavimentos e colunas de iluminação são outros trabalhos previstos para que a zona industrial fique “dimensionada para um novo modelo de gestão, uma nova ambição na expansão e na captação de investimentos”, acrescentou.

José António Jesus avançou que se encontra em fase de conclusão “um plano de pormenor que irá criar uma segunda fase adicional de mais 125 mil metros quadrados, o que permitirá expandir a instalação de novas unidades e a captação de investimento externo, muito na linha daquilo que são os grandes ‘clusters’” em que o concelho aposta, como o setor automóvel, o agroalimentar e o laboratorial.

Aos três milhões de euros da fase em curso, poderá juntar-se “um novo investimento que nunca será inferior a dois milhões”, frisou.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts