28 Set
Viseu

Turismo

Douro aposta no autocaravanismo para criar maior rota europeia

por Redação

12 de Agosto de 2020, 12:22

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero/Douro pretende fomentar o autocaravanismo como prática turística transfronteiriça no Nordeste Transmontano e Beira Interior, a que se juntam as províncias espanholas de Zamora e Salamanca, foi esta quarta-feira anunciado.

Esta iniciativa dotada de mais de 420 mil euros pretende ser a maior rota europeia de autocaravanismo e será composta por 37 estações, em ambos lados da fronteira.

A nova rota está inserida na zona raiana que abrange as áreas protegidas do Parque Natural de Montesinho, Parque Natural do Douro Internacional, Parque Natural das Arribas del Duero (Espanha) e parte da Serra da Estrela.

"Em cada um dos concelhos onde vão ser instaladas estas estações para autocaravanas vai ser permitido albergar até seis autocaravanas, os utilizadores poderão fazer o abastecimento dos seus veículos, despejar detritos e águas residuais, estando também estes espaços dotados de energia elétrica e água potável", explicou à Lusa o coordenador territorial do AECT Duero/Douro, Evaristo Neves.

Para além destas valências, estes espaços estarão dotados de balneários com duches e zonas de descanso para os amantes do caravanismo poderão pernoitar.

Segundo o responsável pela coordenação no terreno deste organismo ibérico, há cada vez mais pessoas a procurarem este território de fronteira, vindos de todo espaço europeu, sendo uma modalidade turística que está em crescendo.

Por este motivo, defendeu, "é necessário criar condições para os utilizadores e proteger o meio ambiente".

Quem pretenda ficar alguns dias para explorar este território, o projeto fronteiriço prevê a instalação nestas estações de um conjunto de bicicletas elétricas destinadas aos caravanistas.

"Em cada ponto ficarão disponíveis seis bicicletas sem custos para os utilizadores", vincou Evaristo Neves.

Os concelhos do lado português que serão contemplados com as novas estações de autocaravanismo são Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa.

Segundo o responsável, do lado espanhol, também foi aprovada uma candidatura idêntica para esta nova realidade turística.

"Se consideramos os dois projetos ibéricos, estamos na presença da maior rota de caravanismo da Europa", vincou o coordenador territorial do AECT Duero /Douro-

Esta iniciativa turística está inserida no projeto denominado "RaiaNorte" do AECT Duero/Douro, constituído por 215 entidades dos dois lados da fronteira, num território que se estende desde Vinhais (Bragança) ao Sabugal (Guarda) do lado português. Já do lado espanhol estão incluídas localidades das províncias de Zamora e Salamanca. 

Este projeto obteve um financiamento de 251 mil euros através do Turismo de Portugal.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts