28 fev
Viseu

Viseu

Viseu: associações recebem apoios no valor de 82 mil euros

por Redação

18 de fevereiro de 2021, 17:50

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

A Câmara de Viseu aprovou esta quinta-feira (18 de fevereiro), em reunião do executivo, a atribuição de novos apoios a várias associações e instituições sociais do concelho no valor total de 82 mil euros.

Ao todo, mais de 90 instituições já beneficiaram do apoio da autarquia, que deu 788 mil euros entre o ano passado e este ano.

“As nossas associações são fundamentais para o desenvolvimento do concelho e para o funcionamento da sociedade”, disse o presidente da Câmara, Almeida Henriques, reconhecendo que estas instituições têm tido “dificuldades acrescidas” nesta crise pandémica da Covid-19.

Com estes novos apoios, a autarquia pretende “contribuir para que as IPSS do concelho permaneçam vivas, desenvolvam as suas atividades, e assegurem a sua sobrevivência no pós-pandemia”.

“O Município tem sabido ser solidário com todo o setor associativo. Não queremos, e não deitaremos a perder o património conquistado ao longo dos anos no setor social”, frisa Almeida Henriques.

Também a nível das instituições, a Câmara aprovou a redução das taxas urbanísticas em 90 por cento para o Centro Pindelense, o Centro Social e Paroquial de Boaldeia e a Associação de Solidariedade Social, Recreativa e Desportiva de Vila Chã de Sá, que apresentaram projetos ao programa PARES - Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais.

A autarquia também elaborou protocolos de apoio financeiro para a componente não comparticipada, no valor de 200 mil euros.

O executivo de Viseu aprovou também o projeto de requalificação da Casa do Logradouro de Fail, que terá um investimento de 189 mil euros, com um prazo de execução de 270 dias.

Segundo a autarquia, o projeto prevê a reconstrução da casa “que se encontra em estado de abandono há vários anos, mantendo a traça original”.

“Os materiais de exterior a utilizar na reconstrução são fiéis à construção original, com exceção das caixilharias. Está prevista a pré-instalação de ar condicionado para os diferentes espaços, bem como uma rede nova para as infraestruturas de águas e esgotos, rede elétrica e de telecomunicações. Os arranjos exteriores comtemplam toda a zona descoberta da envolvente à construção e tratamento de muros de vedação e espaços verdes”, explica na nota.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts