17 jan
Viseu

Região

Covid-19: GNR já descontaminou mais de 30 instalações no distrito

por Redação

10 de dezembro de 2020, 16:08

Foto Arquivo Jornal do Centro

Na Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR existem cerca de 60 militares "altamente especializados" em matérias perigosas e agentes nucleares, radiológicos, biológicos e químicos

CLIPS ÁUDIO

Mais de 30 instalações, como lar de idosos e unidades de saúde, foram descontaminados pelo núcleo de matérias perigosas da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR desde o início da pandemia de Covid-19 no distrito de Viseu. 

"Pela nossa Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) já foram descontaminadas 31 instalações: 11 lares, uma unidade de saúde, seis instalações da própria GNR e 13 outras instalações onde se incluem centros de dia, associações culturais e centros de atendimento", adianta o Tenente-Coronel e relações públicas da GNR de Viseu.

Adriano Resende acrescenta que esta unidade é formada por militares "altamente especializados em matérias perigosas agentes NRBQ (nucleares, radiológicos, biológicos e químicos)".

"Toda esta descontaminação tem de ser efetuada por pessoas com credenciação própria a trabalhar neste tipo de agentes e reagentes que podem ter consequências para a saúde quando não manuseados de forma correta", sublinha. 

O núcleo de matérias perigosas da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR é uma estrutura que integra cerca de 60 militares. 

A nível nacional, e segundo a GNR, em comunicado, este núcleo já descontaminou mais de 500 instalações. 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts