28 fev
Viseu

Região

Covid-19: Hospital de Viseu com 111 profissionais infetados e 33 em quarentena

por Redação

26 de janeiro de 2021, 14:01

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O Hospital de Viseu tem 111 profissionais infetados com a Covid-19, um deles internado, e 33 em quarentena, avançou esta terça-feira (26 de janeiro) a administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV), numa altura em que mantém 23 doentes em cuidados intensivos e 153 em enfermaria.

No total, estão internadas 276 pessoas, mais três do que na ultima segunda-feira (dia 25). Houve a entrada de 30 novos doentes e foram dadas 21 altas. No hospital de campanha do Fontelo estão internados 17 doentes.

O CHTV tem “adotado diversas medidas para reforçar a capacidade de resposta do hospital” nos diversos níveis, quer no aumento de enfermarias, como no reforço de camas da unidade de cuidados intensivos.

A capacidade de internamento abrange agora os quatro setores de internamento da Medicina, as enfermarias de Urologia/Cirurgia Vascular, Oftalmo/Hematologia, Neurocirurgia e Ortopedia, além das camas na unidade de Tondela.

Devido ao acréscimo de óbitos, o Centro Hospitalar Tondela-Viseu também reforçou a capacidade da morgue com um contentor frigorífico, com espaço para 15 corpos. “A capacidade atual, já com este reforço, garante a acomodação de 35 corpos”, tinha já sido anunciado ao Jornal do Centro. Na altura, a administração hospitalar assumia que “a situação é de exceção, mas o CHTV garante, como até então tem garantido, a dignidade e segurança do espaço da morgue” e admite que “o cenário é difícil, mas é fundamental não baixar a guarda”.

“Para contrariar esta tendência, reforçamos a importância de manter as medidas de segurança definidas pela Direção Geral da Saúde e redobrar os cuidados. Ultrapassamos tempos difíceis e por isso queremos deixar uma palavra de apreço e agradecer o trabalho dos nossos profissionais de saúde que estão na primeira linha de combate à pandemia”, destaca o CHTV.

Na região de Viseu, nas últimas horas foram conhecidos mais de sete dezenas de novos casos, entre eles o surto num centro para pessoas com deficiência em Cinfães. A pandemia já provocou 330 mortos.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts