28 fev
Viseu

Região

Covid-19: Hospital de Viseu reforça capacidade de armazenamento de oxigénio

por Redação

27 de janeiro de 2021, 18:08

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) reforçou o armazenamento de oxigénio, face ao aumento de casos de internamento com Covid-19 na instituição, e garante que a capacidade é suficiente e corresponde às necessidades atuais, agravadas com a atual pandemia.

Depois da situação que levou o Hospital Amadora-Sintra a transferir meia centena de doentes para outras unidades por causa de problemas na rede de oxigénio, o CHTV garante que, “face à situação de grande pressão e transversal a todos os hospitais do país”, reforçou “o fluxo e capacidade de oxigénio nas instalações, quer da rede principal, quer da rede secundária”.

“Assim, foi instalado um segundo depósito de apoio e reforçada a capacidade de armazenamento de oxigénio. Em algumas enfermarias do hospital, essa capacidade foi mesmo duplicada, tal como as garrafas portáteis, onde também existiu um aumento na capacidade”, pode ler-se no comunicado enviado ao Jornal do Centro.

Já no hospital de campanha do Pavilhão do Fontelo, foi instalado um sistema de armazenamento e rede de distribuição de oxigénio.

“O cenário é difícil, mas a capacidade da rede de oxigénio do CHTV é suficiente e corresponde às necessidades atuais”, afirma a administração do Centro Hospitalar.

No Hospital de Viseu, encontram-se internadas nesta altura mais de 270 doentes Covid, dos quais 24 nos cuidados intensivos. Nesta última unidade, foram reforçadas as camas, que passaram a ser um total de 26.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts