28 fev
Viseu

Região

Covid-19: mais 15 óbitos e 670 infetados na região. Viseu continua como concelho mais atingido

por Redação

20 de janeiro de 2021, 18:32

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

A região de Viseu reportou, pelo menos, mais 674 infetados pela Covid-19 e mais 15 mortos nas últimas horas. Viseu continua a ser o município mais atingido no distrito em casos e mortes. Numa semana, foram detetados mais 1.004 casos de infeção, isto de acordo com o último balanço semanal da Proteção Civil municipal, divulgado esta quarta-feira (20 de janeiro). A capital do distrito teve ainda mais 11 óbitos associados à doença. Já o Hospital de Viseu tem 231 internados Covid, dos quais 17 estão nos cuidados intensivos.

Dados reportados no dia em que a autarquia local já pediu novamente a suspensão das aulas presenciais nas escolas e o seu consequente encerramento, uma proposta aplaudida pelos diretores dos estabelecimentos de ensino e agrupamentos de escolas.

O apelo também foi feito em Moimenta da Beira, onde o presidente da Câmara pediu ao primeiro-ministro para que encerre as escolas, “já hoje ou o mais tardar amanhã (quinta-feira, dia 21)”, já que a situação pandémica “está uma tragédia”.

“Estamos num buraco, temos de deixar de escavar. Não estamos num confinamento geral. As exceções desse estado de emergência são maiores do que as regras e não faz sentido que assim continue. Compreendo e tenho a maior das compreensões pelas decisões que são tomadas, compreendo os erros de avaliações que sistematicamente são cometidos, mas agora temos de olhar para a frente e tomar boas decisões, não podemos negar a realidade”, disse José Eduardo Ferreira.

Segundo o autarca, cinco dos oito concelhos que integram o Agrupamento de Centros de Saúde Douro Sul registam mais de dois mil casos em duas semanas por cada 100 mil habitantes.

Em Lamego, a Câmara reportou mais 43 casos e um morto. Em Tondela, foram registados 41 novos casos e também mais dois óbitos. Já Sernancelhe, concelho que está a testar toda a população, comunicou mais 39 infetados.

Penalva do Castelo registou 38 novos casos, enquanto Penedono teve mais 35.

Moimenta da Beira revelou 27 novos doentes. Mangualde registou 23 novos infetados.

Nelas teve mais 10 contagiados, enquanto São João da Pesqueira e Carregal do Sal registaram mais sete doentes. Aguiar da Beira teve mais um morto.

Em Carregal do Sal, já começou o processo de vacinação de utentes e trabalhadores dos lares do concelho. Em Vila Nova de Paiva, a vacinação já foi feita nos lares e também na Unidade de Cuidados Continuados. Já em Cinfães, a vacinação começou esta quarta-feira e vai prolongar-se até 23 de janeiro.

Foi ainda descoberto um novo surto na Misericórdia de Tarouca. Quase todos os 60 utentes testaram positivo, enquanto dois testaram negativo e outros dois deram inconclusivo. Este surto foi detetado depois de todos os utentes terem sido vacinados à Covid-19. Esta tarde, a Câmara comunicou mais 63 infetados no concelho.

Em Mangualde, a Misericórdia local revelou estar livre da pandemia depois de surtos na residência Senhora do Castelo e no lar Nossa Senhora de Amparo, que infetaram um total de 80 pessoas.

Ao todo, na região de Viseu, estão registados 17.423 infetados desde o início da pandemia, bem como 276 óbitos e 10.820 recuperados.

A nível nacional, Portugal teve novos recordes de infetados e óbitos de Covid-19, com 219 mortes e 14.647 novos casos de infeção com o novo coronavírus.

A região Centro aumentou o número de vagas em enfermaria e cuidados intensivos nos hospitais com a abertura de mais camas.

De acordo com a Administração Regional de Saúde, foram criadas 24 camas em enfermaria para doentes Covid-19 e sete em unidades de cuidados intensivos.

Neste momento, os hospitais da região Centro dispõem de 1.184 camas ativas de enfermaria para doentes Covid-19 e 136 de unidades de cuidados intensivos, que estão com uma taxa de ocupação de 96% (por cento) e 88%, respetivamente.

De acordo com os últimos dados, no Centro, estão internadas 1.133 pessoas em enfermaria e 119 em unidades de cuidados intensivos, dos quais 87 ventilados.

Já a Ordem dos Médicos regional voltou a alertar esta quarta-feira para o facto de os planos de vacinação Covid nos hospitais do Centro não estarem a ser cumpridos, denunciando que ainda haja médicos por vacinar.

Para mais informações, pode consultar o site covid.jcentro.pt.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts