17 jan
Viseu

Região

Covid-19: região com mais 34 casos. Mortágua em alerta

por Redação

03 de dezembro de 2020, 18:33

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

A região de Viseu teve, pelo menos, mais 34 casos de infeção pelo novo coronavírus. Grande parte destes casos foram confirmados em Mortágua, que teve 16 novos contagiados, números referentes à última semana de novembro.

Segundo a Proteção Civil municipal, que divulgou os últimos números da pandemia em Mortágua, os novos casos de novembro representaram mais de metade do total de infetados em todo o concelho. O aumento de infeções fez com que a autoridade lançasse um apelo à população para que cumpra as diversas regras de segurança face à Covid-19.

Já Lamego registou mais oito infetados nas últimas 24 horas. A autarquia local justifica o aumento dos casos com o aumento dos testes e a necessidade da realização de testes a pessoas que já estão em isolamento, garantindo que a situação está controlada.

O vice-presidente da Câmara e vereador com o pelouro da Proteção Civil, António Alves da Silva, garante que não há qualquer surto nem transmissão comunitária ativa.

“Há um aumento grande de casos. Não há surtos, nem há transmissão comunitária. São situações que conhecemos e sabemos que vão acontecer. Queremos deixar o apoio a todos aqueles que sofrem na pele esta pandemia e uma palavra de alento e responsabilização porque vai ser fundamental que todos possamos não comprometer o nosso futuro”, diz.

O Hospital de Lamego já começou, entretanto, a receber doentes Covid, depois de o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro ter ativado a fase mais avançada do seu plano de contingência.

Em Nelas, foram registados pelo menos mais três casos. Neste concelho, há um surto no lar da Fundação Lopes da Fonseca, que tem 52 utentes e duas funcionárias infetadas, incluindo uma idosa de 106 anos.

Tondela também registou mais três casos, enquanto Penalva do Castelo teve dois novos doentes. Armamar e Mangualde tiveram um novo infetado.

Ao todo, a região de Viseu tem, nesta altura, 5.905 infetados desde o início da pandemia. Também há registo de 99 mortos e 4.039 recuperados desde março deste ano.

A nível nacional, Portugal teve mais 79 mortos relacionados com a Covid-19 e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde.

O dia desta quinta-feira (3 de dezembro) ficou marcado pelo anúncio do plano nacional de vacinação contra o novo coronavírus, que deverá arrancar em janeiro para 950 mil pessoas prioritárias, incluindo residentes e trabalhadores de lares e profissionais de saúde e serviços essenciais. A operação ficará marcada por uma logística mais centralizada.

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que este plano de vacinação será universal, gratuito, facultativo e distribuído a toda a população.

Em Portugal, a pandemia atingiu o seu pico de incidência a 25 de novembro, sendo que já se verifica uma tendência de descida.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts