27 jan
Viseu

Região

Covid-19: região de Viseu com 191 casos nas últimas horas. Novo surto em Cinfães

por Redação

27 de novembro de 2020, 19:07

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

A região de Viseu teve mais 191 casos de Covid-19 registados nas últimas horas, dos quais 94 reportados em Cinfães, onde há um novo surto em mais um lar.

Trata-se do Lar Santa Cristina, em Tendais, onde estão infetados 27 utentes. Dois deles estão internados no hospital.

De resto, a situação nos outros lares de Cinfães com surtos revelou ser animadora, de acordo com os últimos dados avançados esta sexta-feira (27 de novembro) pela Câmara Municipal.

No lar da Associação de Nespereira, todos os 24 utentes que testaram positivo recuperaram agora da doença. Já no Lar de São Sebastião, há registo de 21 utentes recuperados e apenas seis infetados, dos quais quatro internados em meio hospitalar.

Na Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia, há já apenas um caso que continua positivo. Os restantes 12 utentes infetados também já foram curados.

Ao todo, Cinfães tem agora registo de 144 casos ativos, 745 recuperados e 19 óbitos. É, nesta altura, o único concelho do distrito sob risco extremamente elevado de contágio, por ter mais de 960 casos por 100 mil habitantes.

Já São Pedro do Sul tem 76 casos ativos. O concelho registou mais 11 infetados pelo novo coronavírus.

A situação continua a preocupar a autarquia. O presidente da Câmara, Vítor Figueiredo, apela ao civismo da população, para que não facilite a transmissão do vírus, e lembra que fugir ao confinamento é um crime.

“Infelizmente, temos pessoas que continuam a não acatar às ordens que lhes dão. Ainda há pouco tempo, tive conhecimento de uma senhora infetada que andou por aí a passear e a andar no supermercado. Enquanto as pessoas não se mentalizarem que têm de estar em casa nas situações em que estão efetivamente contaminadas, as situações vão-se espalhando”, diz o autarca que é também o presidente da Proteção Civil Distrital.

Vítor Figueiredo espera que casos de desrespeito pelas regras não se venham a repetir e adianta que a Câmara já reportou informações sobre estes crimes à GNR. “Temos de trabalhar e fazer tudo para que tudo não se venha a alastrar ainda mais”, remata.

 

Novo surto na Associação de Silgueiros (Viseu) e mais uma morte em Lamego

Enquanto isso, em Viseu, há três casos positivos na Associação de Silgueiros: a diretora do lar, bem como duas auxiliares. Ao que o Jornal do Centro apurou, aguardam-se por mais resultados de testes naquela instituição.

Já em Tondela, foi descoberto um novo surto no Hospital local, com seis infetados entre utentes e profissionais de saúde.

Em Lamego, morreu mais uma pessoa vítima de Covid-19, passando a haver oito os óbitos associados ao novo coronavírus neste concelho, que registou ainda mais 14 infetados.

Já em Sátão, foram conhecidos mais 23 casos. Tondela teve mais 11 infetados, enquanto foram registados mais oito em Vila Nova de Paiva e Mangualde e mais sete em Vouzela.

Oliveira de Frades teve mais seis infetados, enquanto Carregal do Sal obteve mais três.

Armamar, que tem um lar de idosos em sobressalto, registou mais dois infetados.

Já os concelhos de Aguiar da Beira, Nelas, Moimenta da Beira e Penalva do Castelo reportaram um novo caso.

Em Tarouca, a Misericórdia local respirou de alívio porque os cerca de 60 testes feitos a utentes do lar deram todos resultado negativo.

Ao todo, a região de Viseu teve 5.322 infetados desde o início da pandemia, em março, assim como 95 mortos e 3.326 recuperados.

A nível nacional, Portugal teve mais 67 mortos relacionados com a Covid-19 e 5.444 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Entretanto, o Governo já garantiu, pela voz do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, que a vacinação para a Covid-19 não terá qualquer limite de idade e que os idosos e os doentes com comorbilidades serão uma prioridade.

Um anúncio feito no dia em que entra em vigor, a partir das 23h00, a interdição de circulação entre concelhos. A medida vai ser aplicada até às 5h00 da próxima quarta-feira (2 de dezembro).

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts