28 Set
Viseu

Região

Covid-19: Viseu com mais 17 casos nos últimos dias. Dezenas em quarentena

por Redação

31 de Agosto de 2020, 15:28

Foto Arquivo Jornal do Centro

Há mais oito concelhos com aumento de pessoas infetadas entre os dias 25 e 31 de agosto. Autoridades de saúde dizem estar a fazer esforço na quebra das linhas de contágio e apelam ao reforço de medidas

CLIPS ÁUDIO

No concelho de Viseu foram registados 17 novos casos de Covid-19 na última semana. De acordo com os dados divulgados esta segunda-feira (31 de agosto) pelas autoridades de saúde, Proteção Civil e autarquias, trata-se do maior aumento desde o pico da pandemia (março e abril).

Viseu foi o concelho com mais casos registados entre os dias 25 e 31 de agosto, mas há mais oito onde o número de pessoas infetadas aumentou também. No total, registaram-se 41 novos casos. Em quarentena, só na área de influência do Agrupamento de Centros de Saúde Dão Lafões está mais de uma centena de pessoas.

De acordo com as autoridades de saúde, os casos são maioritariamente em contexto familiar, embora exista um ou outro em ambiente profissional. “Está a ser feito um grande esforço de contenção dos casos”, garantiu fonte da Saúde Pública, frisando que muitas das pessoas que estão em isolamento profilático apresentam um quadro assintomático. O objetivo das autoridades está em “quebrar com as cadeias de transmissão”.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, mostra-se preocupado com o aumento do número de infeções, mas rejeita uma relação direta com o evento cultural Cubo Mágico. “O que importa destacar é que, na verdade, não temos nenhuma pessoa internada. Por outro lado, estamos a falar de pessoas que já estavam devidamente controladas dentro de casa. As causas resultam, essencialmente, da mobilidade interna e relações familiares”, explicou o autarca.

Desde o início da pandemia, estão registados 798 casos de Covid-19 no distrito. Além de Viseu, na última semana registaram-se novos infetados em Castro Daire (+2), Cinfães (+6), Mangualde (+3), Nelas (+3), Santa Comba Dão (+3), Vouzela (+2) e Armamar (+7), onde os casos estão relacionados todos com a mesma família, como confirmou ao Jornal do Centro o presidente da autarquia local.

As autoridades de saúde apelam ao reforço das medidas preventivas, nomeadamente a higienização das mãos, a etiqueta respiratória e o distanciamento social.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts