16 Jul
Viseu

Região

Greve dos CTT: sindicato espera adesão de 90 por cento em Viseu

por Redação

29 de Maio de 2020, 11:21

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Os trabalhadores dos CTT estão em greve esta sexta-feira (29 de maio). Em causa, está o pagamento do subsídio de alimentação em cartão de refeição. Com esta paralisação, muitas cartas podem ficar por entregar.

Rui Simões, dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, diz que a imposição do cartão de refeição levou à revolta de muitos trabalhadores.

“Há trabalhadores que já tem o cartão, mas agora os CTT estão a impor a todos. Isto deve ser uma escolha livre, porque o subsídio de refeição faz parte do salário e estão a obrigar os trabalhadores a utilizar o cartão. Muitos estão descontentes e não aceitam esta situação, porque é contra a liberdade de escolha”, afirma, acrescentando que a greve pretende pressionar a empresa em ceder nesta questão.

O sindicalista espera uma adesão na ordem dos 90 por cento dos trabalhadores dos correios em Viseu. “Espera-se que a adesão seja forte e é este o apelo. Os trabalhadores estão a insurgir muito. Fiquei com a perceção de que ia haver uma boa adesão à greve, de modo que infelizmente muita correspondência vai ficar por entregar, devido à falta de trabalhadores para fazer face ao trabalho que não parou durante a pandemia”, diz.

Entretanto, a administração dos CTT já veio lamentar esta nova paralisação, estimando que os efeitos da greve vão ser "pouco sentidos" na atividade da empresa postal. Os CTT alertaram ainda que, "em caso de necessidade, os clientes poderão optar por um dos 1.830 postos de correio não abrangidos pela greve".

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts