17 jan
Viseu

Região

Liga de Amigos do Hospital de Viseu: mais de 100 pessoas disponíveis para ajudar

por Redação

04 de dezembro de 2020, 10:14

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

A pandemia da Covid-19 causou impactos negativos no voluntariado que se costuma fazer no Hospital de Viseu. Muito trabalho voluntário deixou de ser feito por causa do novo coronavírus na Liga de Amigos e Voluntariado do Centro Hospitalar Tondela-Viseu. No entanto, a instituição continua a trabalhar e a manter-se em algumas frentes.

O Dia Internacional do Voluntariado é comemorado este sábado (5 de dezembro), com o objetivo de incentivar e valorizar o serviço voluntário, que é visto como um ato de cidadania.

O presidente da Liga de Amigos, Fernando Bexiga, garante que a instituição “está de boa saúde”, mesmo com a pandemia, e que mais de 100 pessoas continuam disponíveis para prestarem o devido serviço.

“Infelizmente, as condições da pandemia não nos permitem fazer o nosso voluntariado a 100 por cento, tal como tínhamos programado e vínhamos a fazer há cinco anos. No entanto, temos mais de uma centena de voluntários que continuam disponíveis para trabalharem no que for necessário”, refere.

Fernando Bexiga revela que o trabalho da Liga de Amigos é agora outro com a Covid-19. Os voluntários não podem trabalhar nas enfermarias do Hospital, mas colaboram nas consultas externas.

O presidente da Liga de Amigos recorda a iniciativa que fez mobilizar a instituição durante a primeira vaga com a distribuição de medicamentos ao domicílio. “Durante mais de 60 dias, fizemos mais de 5.000 quilómetros e entregámos medicamentos aos doentes mais debilitados”, sublinha.

O dirigente refere que os voluntários não podem estar a fazer atendimento nas enfermarias, “porque não é possível circular dentro delas”. “De todo o modo, estamos a dar apoio na consulta externa, na admissão de doentes e na orientação para os vários setores da consulta externa, sobretudo dos doentes mais idosos”, acrescenta.

Todos os dias, entre as 8h00 e as 16h00, os voluntários estão na consulta externa a incentivar a higienização das mãos e a ajudar a colocar as máscaras e a encaminhar os utentes.

O Dia Internacional do Voluntariado foi criado em 1985, por iniciativa das Nações Unidas, sendo celebrado este ano com o tema “Voluntário para um Futuro Inclusivo”.

Em Portugal, o número de voluntários é reduzido em relação à média europeia. De acordo com o Inquérito ao Trabalho Voluntário feito em 2018 pelo Instituto Nacional de Estatística, apenas 7,8% da população portuguesa faz voluntariado em todo o país, ou seja, cerca de 695 mil pessoas com mais de 15 anos.

As mulheres e os jovens entre os 15 e os 24 anos são as que fazem mais voluntariado, bem como as pessoas com maior escolaridade, os desempregados e os solteiros.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts