17 jan
Viseu

Região

Mais de 130 atropelamentos registados só na cidade de Viseu este ano, diz PSP

por Redação

24 de novembro de 2020, 16:45

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

A cidade de Viseu já teve, este ano, um total de 137 atropelamentos, das quais 34 ocorreram em passadeiras. As autoridades registaram ainda um morto.

Os dados foram avançados ao Jornal do Centro pelo comissário Diogo Duarte, comandante da Esquadra de Trânsito da PSP, no dia em que foi lançada uma nova campanha de sensibilização que visa justamente evitar os atropelamentos.

“Nos feridos, contabilizámos cinco graves. Houve um ligeiro aumento face ao ano passado. Não sei dizer a percentagem, mas notamos que as pessoas circulam um pouco mais depressa e com menos cuidados”, resume Diogo Duarte.

Para sensibilizar os condutores, a PSP promoveu a campanha “Não atropele os seus planos”. A ação foi desenvolvida em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e decorreu na Avenida Dr. Alexandre Alves, onde se têm registado alguns atropelamentos. 

Nas últimas semanas, Viseu tem sido palco de várias ocorrências de atropelamento que preocuparam as autoridades. A PSP já tinha pedido um estudo sobre a situação do trânsito na cidade, para apurar eventuais causas para a série de atropelamentos.

Há cerca de duas semanas, na Rua Formosa, uma mulher de 55 anos foi atropelada e ficou com ferimentos ligeiros.

Em finais de outubro, um homem de 63 anos morreu atropelado quando atravessava uma passadeira junto à loja Decathlon na Estrada de Nelas. 

No início de novembro, foi também atropelado um outro homem na Circunvalação junto ao Hospital CUF. O condutor colocou-se em fuga e o atropelado ficou gravemente ferido e teve de ser transportado para o Hospital de São Teotónio.

Dias depois, um agente da Polícia Municipal também foi atingido por um carro na Rua 21 de Agosto, quando estava a fazer uma ação de fiscalização. O homem também teve de ser transportado para o Hospital.

Antes, em setembro, uma jovem de 16 anos foi atingida junto à Escola Superior Agrária. O condutor fugiu, mas deixou a vítima no Hospital.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts