28 fev
Viseu

Região

Milhares de euros em ratos e teclados. PS pede explicações e Hospital de Viseu esclarece

por Redação

02 de fevereiro de 2021, 17:28

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

A distrital de Viseu do PS pediu explicações à administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) sobre a compra de vários teclados e ratos para computadores por 82.900 euros e o CHTV já respondeu. O caso incendiou as redes sociais nos últimos dias.

O negócio foi feito com uma empresa de equipamentos digitais, através de três contratos por ajuste direto feitos entre março e julho de 2020, já durante a atual pandemia.

O presidente da distrital socialista, José Rui Cruz, quer que a situação seja devidamente explicada pela administração do CHTV, “para que não pairam dúvidas na opinião pública” e possa ser clarificada esta contratação e anunciou que também vai questionar o Ministério da Saúde.

Em resposta, o CHTV esclarece que o material informático comprado estava tecnicamente adaptado “para a higienização com produtos desinfetantes, sendo essenciais para acautelar a proliferação e controlo de infeção dos utilizadores”.

Na altura em que foi realizada esta compra, em março de 2020, o desconhecimento sobre o vírus era grande e existia a necessidade, transversal a todos os hospitais do país, de dotar as áreas Covid com os meios adequados ao combate da pandemia”, afirma a administração do Centro Hospitalar.

O CHTV acrescenta que, depois, concluiu-se que havia a necessidade de se alargar a utilização dos equipamentos para as novas zonas Covid, avançando com a compra de mais aparelhos.

 

Governo também questionado sobre ensino à distância na região

Além dos esclarecimentos sobre as "compras" do Hospital de Viseu, os socialistas também querem ser  esclarecidos quanto ao acesso de banda larga na região."Reiteramos que a mesma deve ter uma cobertura total no Distrito de Viseu, pois só assim poderemos ter equidade e combater a exclusão social entre os nossos alunos", afirma José Rui da Cruz.

O Governo também vai ser questionado pelos deputados do PS sobre a prometida entrega de computadores e Internet para os alunos, material que ainda não chegou às mãos de muitos estudantes, numa altura em que se aproxima o regresso do ensino à distância, marcado para 8 de fevereiro.

Os socialistas questionam o Ministério da Educação sobre em que fase está o processo de compra e distribuição dos computadores e hotspots de acesso à Internet aos alunos.

“Também sabemos que há problemas relativos à Internet e queixas dos encarregados de educação de que, nalguns locais do distrito, há problemas de acesso além dos equipamentos para os alunos terem o devido acesso em casa”, argumenta José Rui Cruz, que considera que é preciso haver condições de igualdade de acesso em relação a outros alunos.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts