29 out
Viseu

Região

Outono Quente: O "evento mais zen de Viseu" regressa em outubro

por Redação

15 de setembro de 2020, 17:56

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O festival Outono Quente vai instalar-se no Parque Aquilino Ribeiro, em Viseu, entre os dias 1 e 11 de outubro. Os concertos vão decorrer em duas tendas instaladas naquele espaço da cidade. Da programação destaca-se, logo no primeiro dia, uma oficina de Teatro Visual e o espetáculo Napoleão, no segundo, levados a cabo pelo grupo Chapitô. Destaque ainda para a Marcha dos Sonhos criada pela Associação Cultural Zumzum, a entidade organizadora do Outono Quente. De entre onze dias de programação, há ainda espaço para oficinas, tempos de leitura, conversas, jogos e teatros de marionetas.

Márcia Leite, da organização do Outono Quente, refere ter havido sempre vontade de levar a cabo este evento. “Vamo-nos preparar para que aconteça. Podemos ter de parar na véspera, no meio do Outono Quente podemos ter de parar, mas vamos fazer com responsabilidade que é algo que queremos passar ao público. Vamos reunir as condições para que tudo aconteça e levar o evento para a frente”, assinalou. A ajudar a que estejam reunidos todos os procedimentos de segurança vão estar os Bombeiros Voluntários de Viseu.

Presente na conferência de imprensa de apresentação da nona edição do festival esteve Jorge Sobrado, vereador da cultura no município de Viseu. O vereador não poupou nos elogios à realização da iniciativa. “É uma declaração contra o medo e contra a desistência. O Outono Quente é um programa muito singular, tem um território artístico muito próprio. É uma preparação para o recolhimento do inverno, mas é, ainda um convite à descoberta extraordinária de uma época como o outono e a transformação da natureza”, referiu o vereador.

O Outono Quente tem um orçamento global de 83 mil euros, sendo que 50 mil euros foram assegurados pelo município de Viseu. “O orçamento mais elevado de sempre”, como referiu Jorge Sobrado, assinalando que, no seu entender, embora fosse “o mais difícil exercício de programação de sempre” é, igualmente, a “melhor programação de sempre”.

O autarca descreveu o Outono Quente como o “evento mais zen de Viseu”, que faz um “reencontro com este lugar magnífico que é o parque Aquilino Ribeiro com um conjunto de práticas e de discplinas artísticas, tendências e filosofias da espiritualidade que, hoje, marcam a atualidade”, descreveu Jorge Sobrado.

Todos os espetáculos são de entrada gratuita, sendo necessário fazer reserva.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts