21 jan
Viseu

Região

Viseu e Coimbra: arrancaram os trabalhos para instalar sistema de videovigilância para as florestas

por Redação

13 de janeiro de 2021, 17:32

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

As comunidades intermunicipais (CIM) Viseu Dão Lafões e Região de Coimbra, que abrange o concelho de Mortágua, já avançaram com o arranque dos trabalhos para a implementação do novo sistema de videovigilância para a prevenção de incêndios nas duas regiões. 

O sistema, que foi adjudicado à operadora de telecomunicações Meo e à empresa INOV, representa um investimento global de mais de 3,3 milhões de euros. As partes envolvidas neste processo já se encontraram para duas reuniões decorridas recentemente, no início de janeiro.

Nas reuniões, marcaram também presença os 33 municípios abrangidos, os comandos distritais de operações de socorro e da GNR de Viseu, Coimbra, Aveiro e Guarda, e o consórcio vencedor do concurso público lançado para o efeito no âmbito desta iniciativa, em maio de 2020.

Em comunicado, as duas CIM’s frisam que o novo sistema “irá contribuir para a deteção precoce de incêndios florestais e, consequentemente, uma mais rápida ativação dos meios de combate, bem como uma melhor definição das estratégias de combate e apoio à decisão”, contando com um total de 37 torres de videovigilância.

O presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Abrantes, frisa que este é “mais um investimento que conseguimos trazer para a nossa Região, que é sempre tão fustigada pelos incêndios florestais, com o intuito de a tornar mais resiliente”.

“Com este sistema, a CIM pretende dotar as forças de segurança e de combate a incêndios, como os Serviços Municipais de Proteção Civil e a própria CIM, de ferramentas que lhes permitam proteger melhor as nossas comunidades e a nossa floresta”, acrescenta.

O projeto é financiado por fundos comunitários. 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts