03 dez
Viseu

Região

Covid-19: Hospital de Viseu contrata 18 profissionais de saúde. Surto controlado

por Redação

12 de novembro de 2020, 15:06

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) anunciou que está a contratar mais 18 profissionais de saúde para reforçar a área dedicada à Covid-19 e outras enfermarias numa altura em que os dois surtos no Hospital de São Teotónio, que atingiu 30 pessoas, está "controlado".

Segundo a administração do CHTV, o reforço será constituído por 12 enfermeiros e seis operacionais, “que vão integrar as áreas Covid e outros serviços mais necessitados”.

Os administradores adiantam, em nota enviada ao Jornal do Centro, que os profissionais vão entrar ao serviço nos próximos dias e garantem que a sua integração vai “aumentar a capacidade de resposta dos serviços de saúde e garantir uma prestação de cuidados adequada às necessidades da população”.

No Hospital de Viseu, 14 utentes e 16 profissionais de saúde dos serviços de Ortopedia e Gastroenterologia testaram positivos à Covid-19. A administração adianta que, dentro dos funcionários contagiados, estão enfermeiros e operacionais, não havendo qualquer médico com casos positivos, contrariamente ao que foi publicado nas notícias iniciais.

O CHTV refere ainda que os surtos estão controlados e que as consultas de ambas as especialidades continuam a ser realizadas, “depois de todo o pessoal dos serviços terem sido testados, incluindo médicos que testaram negativo à Covid-19”, assegurando ainda que foram cumpridas todas as regras impostas pelas autoridades de saúde para que o Hospital continue a ser seguro para a prestação de cuidados de saúde.

 

Almeida Henriques admite mais doentes Covid no Hospital

Já o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, diz estar preocupado com os surtos no Hospital de São Teotónio. Por causa da situação, 45 funcionários do Hospital estão afastados do trabalho por estarem infetados ou em isolamento após terem contactado com casos positivos, disse o autarca.

À margem da reunião desta quinta-feira (12 de novembro) do executivo municipal, Almeida Henriques diz que esta “é uma perda relevante” para a unidade hospitalar.

O autarca acrescenta ter recebido a garantia do diretor clínico do São Teotónio de que “estavam em funcionamento todas as valências do Hospital", mas que se fosse necessário reforçar a área Covid, seria "sempre à custa do prejuízo de outros serviços do próprio Hospital”.

Almeida Henriques admite ter o receio de que o Hospital de Viseu seja pressionado com mais doentes Covid nos próximos tempos.

“Estamos preocupados e ainda bem que mantemos a estrutura de retaguarda no Pavilhão do Fontelo e fizemos, em articulação com o Hospital, o ‘upgrade’ com mais camas articuladas”, diz.

O presidente da Câmara de Viseu lembra que o Pavilhão do Fontelo pode ser transformado, em menos de 24 horas, num hospital de campanha.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts