16 Jul
Viseu

Região

Viseu: Câmara ainda não entregou tablets aos alunos

por Redação

29 de Maio de 2020, 15:15

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Um mês depois do anúncio, ainda não foram entregues os tablets que a Câmara de Viseu comprou para emprestar aos alunos mais carenciados do concelho.

Por causa da pandemia da Covid-19, as escolas apostaram no ensino à distância, mas nem todos os estudantes têm os meios necessários. Para contornar o problema, a autarquia adquiriu tablets para emprestar a 500 alunos do primeiro ciclo do concelho, num investimento estimado em 130 mil euros.

Contudo, a vereadora do PS, Lúcia Silva, diz que o material nunca chegou às crianças e lembra que a proposta tinha sido feita pelo PS, antes do presidente Almeida Henriques.

“Alguns alunos tinham problemas ligados com as tecnologias. O PS tinha apresentado uma proposta para a Câmara poder fornecer os tablets. O senhor presidente recusou na altura, mas passado algum tempo, veio apresentar essa mesma ideia dizendo que ia entregar tablets aos alunos que não os tinham”, argumenta a socialista.

Com a falta de entrega aos alunos e com o fim do ano letivo a aproximar-se, os vereadores do PS resolvem questionar a maioria PSD sobre a situação. “Perguntámos quando é que os alunos iam ter esse material, uma vez que é essencial para a aprendizagem”, salienta Lúcia Silva.

Em resposta, Almeida Henriques compara a situação dos tablets com a das máscaras e justifica o atraso com o mercado. “Fizemos uma consulta ao mercado, que está a ser concluída. O processo está em curso”, assegura.

O autarca não resistiu a dar uma ‘alfinetada’ a Lúcia Silva, dizendo que a vereadora da oposição está “mal-informada” sobre o desafio que o Governo lançou às autarquias para a digitalização da educação.

“Fui contactado pelo Ministério da Educação, de modo a prepararmo-nos para a digitalização do ensino no próximo ano escolar. Estamos a trabalhar em estreita articulação com o Governo para trabalharmos num ensino 100 por cento digital, que encaixa muito bem na estratégia da autarquia”, remata o presidente da Câmara.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts