17 jan
Viseu

Região

Viseu com parque de autocaravanismo para acolher turistas da Estrada Nacional 2

por Redação

09 de outubro de 2020, 16:00

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

A cidade de Viseu vai ter um novo parque de autocaravanismo. O anúncio foi feito esta tarde de sexta-feira (9 de outubro) pelo presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, à margem da inauguração de um marco da Estrada Nacional 2 junto à Casa da Ribeira.

Em declarações aos jornalistas, o autarca considera que devem ser criadas mais condições ao longo da estrada para apoiar os turistas. O novo parque deverá abrir dentro de um ano e meio junto ao Parque da Aguieira.

“Está nos nossos planos lançar, a curto prazo, um parque de autocaravanismo que possa servir de apoio aos turistas da Nacional 2, que passam a ter condições que não estas tão pouco amigáveis que hoje têm os postos ou um parque de estacionamento. Este é um dossiê em que estou a tratar juntamente com o Jorge Loureiro (presidente da delegação viseense da AHRESP), para, num espaço de um ano e meio, podermos ter esta resposta”, afirma.

O presidente da Câmara de Viseu acrescenta ainda que os marcos do caminho da Nacional 2 no concelho vão ser recuperados. Segundo o autarca, o trabalho está a ser feito em colaboração com as juntas de freguesia.

“Estamos a falar com os nossos presidentes de junta nas freguesias por onde a Nacional 2 passa. Vamos procurar recuperar os pórticos, com os nomes das freguesias, e fazer com que, em cada freguesia, as pessoas possam saber em que quilómetro estão”, explica.

Almeida Henriques refere que os marcos poderão servir para os turistas visitarem locais de grande importância em cada freguesia do concelho por onde a estrada passa.

 

“Boom” na procura da Nacional 2 durante a pandemia

A inauguração do marco da Nacional 2 junto à Casa da Ribeira foi feita numa altura em que a procura da estrada por parte dos turistas tem aumentado de uma forma significativa em tempo de pandemia.

A Covid-19 levou mais pessoas para esta via que liga Chaves a Faro, a maior estrada nacional de Portugal. Sílvia Silva, da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, fala mesmo de um “boom” com a atual pandemia.

“Houve uma evolução muito grande da procura. A pandemia e o facto de as pessoas não quererem viajar para outros países e fazerem férias mais fechadas colocou-as a irem em cima de uma mota, dentro de um carro ou de uma autocaravana, ou de pé na Nacional 2”, explica.

Segundo Sílvia Silva, este ano, mais de 50 mil pessoas já fizeram a estrada “com registo, através de um carimbo, uma visita a um posto de turismo ou um agente com quem se fala”.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts